23/12/2017

‘Dependo dos outros para tudo’, diz gari que perdeu movimentos dos braços no PI

Josino Carvalho de Sousa ficou debilitado após ser atingido com cinco tiros por um colega de trabalho.

Josino perdeu o movimento dos braços após tentativa de assassinato (Foto: Reprodução / TV Clube)

O gari Josino Carvalho de Sousa, 29 anos, está vivendo um momento delicado após ter perdido o movimento dos braços em decorrência de uma tentativa de assassinato que sofreu quando estava trabalhando. Neste sábado (23), doze dias após o jovem ter sido atingido com cinco disparos de arma de fogo por um colega de trabalho, Josino relata momentos de dor e uma sensação de impunidade.

“Eu dependo dos outros para tudo. Até para me coçar eu dependo dos outros. É muita dor. E até agora ninguém foi preso. Todo mundo viu quem foi, tem até vídeo de câmera de segurança, mas não prenderam ninguém ainda", afirmou Josino de Sousa.


O principal suspeito do ataque é um colega de trabalho. Josino acredita que a motivação para o crime está relacionada à sua ex-mulher, com quem viveu por dez anos e de quem se separou recentemente.

"Esse colega do serviço ia no domingo para minha casa tomar uma. Me separei dela e ouvi no trabalho que ele continuava indo lá, fui perguntar para ele o que estava acontecendo, ele só virou a cara para mim e sumiu. No dia que apareceu foi no dia que me deu os tiros", contou Josino.

Horas antes de ser ferido, o gari avistou o colega próximo ao local de trabalho. O ataque aconteceu momentos depois, quando o motorista parou o carro de coleta em um posto de combustíveis.

"Quando chegamos ao posto para abastecer, desci do carro para lavar as mãos e quando abri a torneira escutei só os estalos, não vi ninguém perto de mim", relatou Josino.

Família quer justiça

A mãe de Josino, Maria da Conceição Silva , acusa a ex-esposa do filho de participação no crime. "Ela está envolvida. Ela jurava para mim, ligava dizendo que ia matar meu filho. Ela foi quem mandou o homem fazer isso aí com meu filho. Agora quero justiça, já que não conseguiram prender o homem que prendam primeiro ela", desabafou.

Maria da Conceição Silva quer justiça no caso do filho (Foto: Reprodução / TV Clube)

O irmão da vítima, Josimar Carvalho, cobra eficiência da polícia. "Até agora nenhuma resposta do delegado e nem dos outros policiais que estavam na diligência. O que acho lento é que tem vídeos gravados, testemunhas e não fizeram nada até agora", disse.

O caso é investigado pelo 8º Distrito Policial (8ºDP). De acordo com o delegado Marcelo Dias, as suspeitas sob a ex-companheira da vítima vão ser averiguadas durante o processo.

"No decorrer do inquérito é que a gente vai tirar essa dúvida se a esposa teve participação ou não. Ela vai ser ouvida no momento oportuno. O suspeito não foi preso porque não estava no flagrante, mas também ainda vai ser ouvido", pontuou.

Fonte: G1/PI TV 1ª Edição

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Anuncio google