05/03/2021

AGRO EXPANSÃO: VOCÊ ESTÁ FAZENDO A SUA SANITIZAÇÃO DE AMBIENTES?.


Sanitização de Ambientes. é um processo de higienização e eliminação de agentes causadores de infecções, alergias, patógenos que causam bronquite, asma, renite, gripes, dentre outros desconfortos provenientes de fungos ou mofos, etc. Ao ser aplicada no ambiente corretamente, cria uma camada protetora que age impedindo a proliferação de fungos, bactérias e vírus. O ambiente fica mais higiênico prevenindo muitas doenças, como também a disseminação do COVID-19.

INDICAÇÃO:

Desinfecção e higienização de paredes, pisos, portas, instalações, equipamentos, balcões, ar condicionados, e principalmente ambientes fechados ou que exista uma grande circulação e pessoas.

Indicado também para desinfecção dos locais dedicados à manipulação, produção e elaboração de alimentos, clinicas, escolas, hospitais, ônibus, supermercados, bancos, casas lotéricas, comércios, residências, ....

VANTAGENS:

• Previne muitas doenças e consequentes faltas ao trabalho.

• Oferece ambiente saudável para os clientes / usuários / morador, principalmente com dificuldades respiratórias.

• Previne contaminação de vários microrganismos e retarda a deterioração de alimentos.

• Elimina risco de toxoplasmose (transmitidas por pombos);

• Controla odores desagradáveis.

• Previne a disseminação do corona vírus.

SANITIZAÇÃO DE AMBIENTES – eficaz contra Microorganismos e patógenos.

UMA AJUDAR A MAIS NO COMBATE AS CONTAMINAÇÕES

Polícia Militar aumenta fiscalizações de perturbação do sossego


Para coibir o abuso ao sossego público, o 2° Batalhão de Polícia Militar do Piauí (BPM-PI) intensificou as fiscalizações referentes a som alto e em horários inconvenientes, bem como está abordando pessoas com motos que tenham cadron como escapamento de seu veículo. Segundo o tenente coronel Pacífico Neto, comandante do 2° BPM-PI, as fiscalizações estão mais rígidas, inclusive com a realização de Termo Circuncidado de Ocorrência (TCO) devido à reincidência das pessoas.

A poluição sonora é crime ambiental com pena de reclusão entre 1 e 4 anos, mais pagamento de multa. O Comandante ainda solicita das pessoas que colaborem com o toque de recolher; pois, segundo ele, há possibilidade de o Governo apresentar novas restrições, que incluem o recolher obrigatório.

Em Parnaíba há a Lei Municipal n° 2.811/2013 que dispõe sobre o controle de ruídos, sons e vibrações, fixando níveis e horários no município de Parnaíba. No período diurno, o limite máximo permitido é de 70 decibéis. No período vespertino, 60 decibéis; e, no período noturno, 50 decibéis até às 23 h59 (vinte e três horas e cinquenta e nove minutos), e 45 decibéis, a partir da meia noite.

O artigo 42, da Lei de Contravenções Penais, do Decreto Lei nº 3.688 de 03 de Outubro de 1941, dispõe que Perturbar o sossego alheio (mediante gritaria, algazarra, abuso de instrumentos musicais, sinais acústicos, dentre outras situações) é crime, passível de prisão simples, de 15 dias a três meses, ou multa.

Fonte: Portal Costa Norte

Vereador Daniel Jackson recebe cidadãos em seu gabinete para tratar de assuntos de interesse público



Na quarta-feira passada (24), o vereador Daniel Jackson recebeu o Prof. Alcides Nunes, Diretor Geral da Faculdade Internacional do Delta-FID, e o Prof. Jean, acompanhado do historiador e carnavalesco Paulo Ferreira, onde recebeu um Ofício das mãos do Diretor, para que junto ao Poder Executivo, busquem soluções para adequação de sinalização de trânsito nas proximidades da instituição.

Na mesma semana, Daniel Jackson também recebeu Fernando Filho em seu gabinete, na oportunidade, os dois trataram de algumas demandas apresentadas, como terrenos baldios, que tem causado transtornos à população.


“Estamos cientes dos problemas causados por esses terrenos, como a disseminação de pragas e doenças, como a dengue, tão comum nessa época do ano, com o período chuvoso, além da facilitação de assaltos nesses locais devido ao matagal que ocorre pela falta de manutenção”, disse o vereador.

Ascom

Donos de postos de combustíveis protestam contra aumento do ICMS no Piauí

A categoria também criticou o decreto estadual que determina a suspensão de atividades comerciais aos finais de semana. O governo negou o reajuste no imposto e informou que, há anos, o valor é o mesmo.

Donos de combustíveis protestam na BR-343, em Teresina — Foto: Aniele Brandão - TV CLUBE

Donos de postos de combustíveis e frentistas realizaram um protesto na tarde desta quinta-feira (4), contra o aumento de 5% do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) no Piauí. O Governo do Piauí negou que tenha ocorrido reajuste no imposto e informou que, há anos, o valor é o mesmo.

Os manifestantes iniciaram o ato no terminal de petróleo, na Zona Sudeste de Teresina, e seguiram até a casa do governador do estado, Wellington Dias (PT), na BR-343.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Postos de Combustíveis no Piauí, Alexandre Valença, o ICMS no estado é o segundo maior do país.

“A categoria tem duas reivindicações: a primeira é a redução do ICMS ou pelo menos congelar. No dia 1º de fevereiro subiu o imposto e, no dia 16 fevereiro, existe a previsão para um novo aumento. O ICMS é o maior do nordeste e o segundo do país", explicou.

A categoria também criticou o decreto do Governo do Piauí, que prevê a suspensão de atividades comerciais não-essenciais, incluindo os postos de combustíveis, aos finais de semana, para conter o avanço do novo coronavírus.

Donos de postos protestam contra aumento do ICMS
"Nossa outra reivindicação é o 'lockdown', pois a ambulância e a viatura da polícia, para se deslocar, precisam de combustível e encurtar o horário de funcionamento dos estabelecimentos pode gerar mais aglomerações", comentou o sindicalista.

Por onde os manifestantes passaram, o trânsito ficou lento. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) acompanhou o protesto para reorganizar o fluxo de veículos.

Manifestantes passam em frente da casa do governador Wellington Dias (PT) — Foto: Aniele Brandão - TV CLUBE

Fonte: Portal G1 PI
Júlia Albuquerque*, estagiária sob a supervisão de Laura Moura.

Polícia prende suspeito de matar jovem e apreende dois menores no Piauí

Imagem ilustrativa/web

O Departamento de Homicidios e Proteção a Pessoa (DHPP) prendeu, na manhã desta quinta-feira (4), um dos suspeitos de participar da morte do jovem Romulo Felipe Leal Silva ocorrida em novembro do ano passado, no bairro Monte Castelo, na zona Sul de Teresina. Dois menores foram apreendidos na ação.

Segundo a Polícia Civil, o crime ocorreu no dia 9 de novembro por volta das 17h20. A vitima foi surpreendida na porta da residencia de vizinhos localizada na Rua Alceu Brandão. O jovem estava jogando bola quando foi surpreendido por três pessoas em um veículo branco já efetuando os disparos.

De acordo com o DHPP, em dez dias o inquérito e o auto de investigação de ato infracioal deve ser concluido e encaminhado para a justiça.

O crime
Segundo a PM, o jovem ainda tentou se esconder em uma casa, mas foi perseguido e morto com vários tiros. Os suspeitos estavam em um carro de cor branca semelhante ao que foi roubado de uma empresária vítima de sequestro-relâmpago horas antes.

Da Redação
redacao@cidadeverde.com

Mulher com bebê no colo é esfaqueada no peito pelo marido, no Piauí

Patrícia Oliveira conseguiu pedir socorro e foi levada às pressas para o hospital de Gilbués. A facada atingiu seu pulmão esquerdo e devido a gravidade de seu quadro clínico, foi necessário sua transferência para o Hospital Regional Tibério Nunes, em Floriano.

Foto: Reprodução/SPP-PI

Uma mulher foi esfaqueada na região do tórax enquanto segurava um bebê de apenas 4 meses no colo, no bairro Santo Antônio, município de Gilbués, região Sul do Piauí. O caso aconteceu por volta das 21h30min da noite desta quarta-feira (03).

A vítima, identificada como Patrícia Oliveira, levou a facada do seu próprio companheiro, Vanderson Martins. Segundo reportagem do Portal Corrente, a agressão foi motivada após uma discussão por causa de um botijão de gás. O autor teria se descontrolado, sacado a arma e desferido o golpe na mulher.

Patrícia Oliveira conseguiu pedir socorro e foi levada às pressas para o hospital de Gilbués. A facada atingiu seu pulmão esquerdo e devido a gravidade de seu quadro clínico, foi necessário sua transferência para o Hospital Regional Tibério Nunes, em Floriano. Após o crime, Vanderson Martins, que responderá por tentativa de feminicídio, foi preso em flagrante após diligências da Polícia Militar e Civil. Ele foi encaminhado para Unidade Integrada de Segurança Pública de Gilbués.

Conforme o titular da delegacia de Gilbués, delegado Guilherme Tavares Escobar, as investigações continuarão através de depoimento das testemunhas e na busca pela arma do crime. Em entrevista exclusiva ao portal Corrente, o delegado informou que foi representado pela Prisão Preventiva do acusado, para que o mesmo responda ao processo preso.

2ª tentativa de feminicídio em menos de 24 horas
Uma segunda tentativa de feminicídio ocorreu nesta quinta-feira (04), na cidade de Pedro II. Um homem, identificado apenas pelas iniciais J.P.T, conhecido popularmente como "Jumentinho", foi preso pela Polícia Militar por volta das 14h15mim desta quinta-feira (04), acusado de desferir cerca de dez golpes de faca contra a própria companheira, L.A.R, de 29 anos.

Foto: Reprodução/ Portal P2

De acordo com a Polícia, o homem foi preso em flagrante dentro da casa do próprio pai na Localidade Olho Dágua do Meio. Há informações de que ele não aceitava o fim do relacionamento.

O casal vivia junto há mais de 10 anos, sendo que a mulher tem 7 filhos, alguns de outro casamento. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionado após as agressões e encaminhou a vítima ao Hospital Josefina Getirana Netta, onde não corre risco de morte.

Fonte: Portal Meio Norte

Homem não aceita separação e tenta matar mãe de sete filhos no Piauí

Imagem ilustrativa/web

Uma mulher identificada de 29 anos sofreu cerca de 10 facadas na tarde dessa quinta-feira (04/03), na localidade Olho D'Água do Meio, zona rural de Pedro II, Norte do Piauí. As informações são do Portal P2.

O suspeito é o companheiro que não aceitava o fim do relacionamento de mais de 10 anos. A mulher tem sete filhos, sendo alguns de outro casamento.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e encaminhou a vítima ao Hospital Josefina Getirana Netta. Ela não corre riscos de morte.

A Polícia Militar realizou diligências e prendeu o suspeito em flagrante dentro da casa do próprio pai, na localidade Olho Dágua do Meio. Ele foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Pedro II onde deve responder por tentativa de feminicídio.

Via: Portal Meio Norte

PREFEITURA DE BOM PRINCÍPIO DO PIAUÍ SEGUE COM AS OBRAS DE RECUPERAÇÃO DA PI-303


Mesmo não sendo de competência do poder público municipal, a prefeitura de Bom Princípio do Piauí por meio da secretaria de infraestrutura e do departamento de limpeza pública não para e com recursos próprios segue a todo vapor com as obras de reforma e recuperação da PI-303, que liga Bom Princípio do Piauí à BR-343, que são de responsabilidade do Estado.


Através de um cronograma preparado pela secretaria municipal de infraestrutura, o trabalho é constante e consiste em melhorar as condições de tráfego da referida PI, melhorando substancialmente as condições de trânsito.


Ascom - BP

Senado aprova, em 2º turno, PEC que viabiliza auxílio emergencial

| Marcos Oliveira/ Agência Senado

O Senado aprovou nesta quinta-feira (4) em 2º turno a proposta de emenda à Constituição (PEC) conhecida como PEC Emergencial. A proposta prevê protocolos de contenção de despesas públicas e uma série de medidas que podem ser adotadas em caso de descumprimento do teto de gastos, regra que limita o aumento dos gastos da União à inflação do ano anterior. O texto também viabiliza a retomada do auxílio emergencial.

Em um primeiro momento da sessão, os senadores aprovaram o texto-base por 62 votos a 14.

Depois, os parlamentares rejeitaram um destaque, proposta de mudança no texto principal, apresentado pelo Senador Paulo Rocha (PT-PA). O destaque sugeria a retirada do trecho que estipula um limite de R$ 44 bilhões fora do teto para gastos com o auxílio emergencial.

O texto segue para análise dos deputados. Segundo o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), a maioria dos líderes concordou com o rito acelerado e a matéria deve ser votada diretamente no plenário, sem passar por comissões.

Auxílio emergencial
A proposta aprovada não detalha valores, duração ou condições para o novo auxílio emergencial. O texto flexibiliza regras fiscais para abrir espaço para a retomada do programa. Isso porque, pela PEC, a eventual retomada do auxílio não precisará ser submetida a limitações previstas no teto de gastos.

A proposta concede autorização para descumprimento das limitações somente para a União, tentando evitar maior deterioração das contas de estados e municípios.

O texto determina ainda que as despesas com o novo programa serão previstas por meio de abertura de crédito extraordinário, a ser encaminhado pelo governo para análise do Congresso.

Nesta quarta-feira, em uma complementação do relatório, o senador Márcio Bittar (MDB-AC), relator da PEC, estipula um limite para gastos fora do teto, no valor de R$ 44 bilhões, para custeio do novo auxílio.

Essa trava não é uma estimativa de quanto custará o programa, mas um teto de recursos para bancá-lo. O limite foi definido após parlamentares tentarem estender ao Bolsa Família a possibilidade de extrapolar o teto, proposta que, segundo Arthur Lira, não será aprovada pelo Congresso.

No vídeo abaixo, do fim de fevereiro, especialistas analisaram a possibilidade de retomar o pagamento do auxílio emergencial.

R$ 250 por 4 meses
Em uma transmissão pela internet na semana passada, o presidente Jair Bolsonaro disse que o auxílio emergencial deverá ser retomado ainda no mês de março, com duração de quatro meses, como mostra o vídeo abaixo.

Inicialmente, a equipe econômica do governo defendia o valor de R$ 200, enquanto congressistas propõem pelo menos R$ 300, ou seja, metade do valor pago no início do programa em 2020.

O governo também quer reduzir a quantidade de beneficiários à metade, portanto, conceder o auxílio a cerca de 32 milhões de brasileiros.

Mecanismos
O objetivo central da PEC é criar mecanismos que estabilizem as contas públicas. Atualmente, esse trabalho é feito por dois dispositivos já em vigor:

-a regra de ouro, que proíbe o governo de fazer dívidas para pagar despesas correntes, como salários, benefícios de aposentadoria, contas de luz e outros custeios da máquina pública;

-o teto de gastos, que limita os gastos da União à inflação do ano anterior.

Segundo a PEC Emergencial, quando a União estiver prestes a descumprir a regra de ouro ou a romper o teto, medidas de contenção de gastos serão adotadas automaticamente.

Esses "gatilhos" serão acionados no momento em que as despesas atingirem um certo nível de descontrole. Se atingido com despesas obrigatórias o índice de 95% das despesas totais, o governo federal estará proibido de:

conceder aumento de salário a servidores;
contratar novos funcionários;
criar bônus.

A PEC também prevê exceções. O reajuste das remunerações poderá acontecer se determinado por decisão judicial definitiva (transitada em julgado) ou se estiver previsto antes de a PEC começar a valer, por exemplo.

Pelo texto, as novas contratações só se darão para repor vagas e cargos de chefia, por exemplo, desde que não signifiquem aumento de despesa. A União será obrigada a tomar tais medidas.

Levantamento da Instituição Fiscal Independente (IFI) do Senado diz que, com esses critérios, os gatilhos só seriam acionados em 2025, no caso da União. Para estados, Distrito Federal e municípios, a adoção das medidas é opcional.

Outros pontos

A PEC também prevê que:
Caso as despesas representem 95% das receitas, governos estaduais e municipais poderão optar pelas medidas, mas os gatilhos serão adotados de forma separada pelos poderes Executivo, Judiciário e Legislativo. Se os entes não implementarem o pacote de restrições para conter gastos, sofrerão sanções;

A União não poderá servir como fiadora de empréstimo para um estado que se recusar a disparar os gatilhos de austeridade;

Para a União, os gatilhos também serão acionados em caso de decreto de calamidade pública;

No caso de calamidade, os estados e municípios poderão acionar os gatilhos. Caso não adotem as medidas, sofrerão sanções, como a proibição de contratação de empréstimos tendo a União como fiadora.

Incentivos fiscais
O texto diz que, em até seis meses após a entrada da PEC em vigor, o Executivo encaminhará ao Congresso plano de redução gradual de incentivos e benefícios federais de natureza tributária.

Não entrarão nesse plano, segundo a proposta, incentivos a zonas francas, instituições de filantropia, fundos constitucionais, cestas básicas e bolsas de estudos para estudantes de cursos superiores.

A proposta também dá mais cinco anos para estados e municípios pagarem os chamados precatórios. Precatórios são títulos de dívidas do poder público reconhecidas pela Justiça. Quando alguém ganha um processo na Justiça contra um ente público em razão de dívida, recebe um precatório e entra na fila do pagamento.

Pontos retirados
Inicialmente, o relator propôs o fim dos pisos constitucionais para gastos em saúde e educação. Diante da repercussão negativa e, ao perceber que o texto não passaria no Senado, Márcio Bittar acabou retirando o trecho da proposta.

Além da retirada do trecho, Bittar promoveu outras mudanças no relatório.

Atualmente, a Constituição prevê que, dos recursos arrecadados por meio das contribuições do PIS/Pasep, 28% deverão ser destinados a iniciativas que recebam incentivo do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

O PIS e o Pasep são programas que tem por objetivo financiar o seguro-desemprego e o abono. São alimentados pelas contribuições das empresas privadas e dos órgãos públicos.

Inicialmente, Bittar propôs a exclusão desse ponto da Constituição. Nesse caso, o BNDES deixaria de receber o percentual. Na versão final do parecer, o relator voltou atrás e manteve o repasse ao banco. De acordo com o parlamentar, o tema poderia "criar um óbice" e prejudicar o andamento da votação.

ASSISTA :

Fonte: Portal Meio Norte

Operação da PF combate fraudes ao auxílio emergencial em oito estados

Por determinação judicial, mais de R$ 170 mil foram bloqueados


A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (4) a Operação Quarta Parcela, para combater fraudes ao auxílio emergencial pago pelo governo federal à população para aliviar os efeitos econômicos da pandemia de covid-19.

Cerca de 100 policiais federais cumprem 28 mandados de busca e apreensão e sete mandados de sequestro de bens, nos estados do Amazonas, Bahia, Goiás, Mato Grosso, Paraná, Rondônia, Maranhão e São Paulo. Por determinação judicial, mais de R$ 170 mil foram bloqueados.

“Os objetivos da atuação conjunta e estratégica são a identificação de fraudes massivas e a desarticulação de organizações criminosas que atuam causando prejuízos ao programa assistencial e, por consequência, atingindo a parcela da população que necessita desses valores”, informou a Polícia Federal.

Além da PF, participam dessa operação o Ministério Público Federal, Ministério da Cidadania, a Caixa, Receita Federal, Controladoria-Geral da União e o Tribunal de Contas da União.

Fonte: Agência Brasil 

04/03/2021

Confira as ofertas da semana no Paraíba

Homem é preso pela Polícia Civil acusado de tentativa de estupro em Parnaíba

Após se preso, ele foi conduzido para a Central de Flagrantes de Parnaíba e negou o crime.



Um homem identificado como Sidney Alves de Sousa, foi preso pela Polícia Civil nesta quarta-feira (3) acusado de tentativa de estupro de vulnerável e porte ilegal de arma de fogo na cidade de Parnaíba, litoral do Piauí. Contra ele havia um mandado de prisão em aberto.

Segundo informações, ele é acusado de tentar estuprar uma adolescente de 12 anos, há mais de seis anos. De acordo com a polícia, ele estava respondendo pelo crime em liberdade. Na residência do acusado, os policiais encontraram uma espingarda.



Após se preso ele foi conduzido para a Central de Flagrantes e negou que tenha tentado cometer o crime contra a adolescente.

Fonte: Piauí em Dia
Imagens | TV Costa Norte

Reeducandos de Parnaíba reformam estrutura de penitenciária

Os internos fizeram o serviço que também incluiu a produção de móveis para a unidade penal

 Imagem Ascom

Cerca de 20 reeducandos de Parnaíba reformaram mais um setor da Penitenciária Mista Juiz Fontes Ibiapina. Os internos fizeram o serviço que incluiu também a produção de móveis que, além de servir para o estabelecimento, foram enviados para outras unidades penais do estado.

“Essa reforma foi muito importante para a unidade, pois o nosso posto de acesso foi contemplado e iremos poder receber melhor os visitantes, autoridades e profissionais que necessitam vir à unidade”, comentou Flávio Ewandir, gerente da penitenciária.

Os internos reformaram o teto e forro de madeira, colocaram cerâmica, instalaram o ar-condicionado, ampliaram a sala e pintaram o local. Além disso, bancos, mesas, camas de madeira que foram produzidas pelos reeducandos foram enviadas para a Penitenciária Feminina de Teresina, Cadeia Pública de Altos e Penitenciária de Campo Maior.

Via : 180
 Com informações da Ascom

Jovem é preso e menor é apreendido com arma e drogas em Parnaíba

Com eles, os policiais encontraram um revólver, dinheiro e uma grande quantidade de drogas.

Imagens | TV Costa Norte

Um jovem foi preso e um adolescente foi apreendido depois de terem sido flagrados com uma arma e drogas na manhã desta quarta-feira (3) em uma residência no bairro Pindorama, na cidade de Parnaíba, litoral do Piauí.

A prisão aconteceu após denúncias de que duas pessoas estavam vendendo drogas na região. Os dois foram localizados e revistados no momento em que estavam almoçando. Com a dupla, os policiais encontraram um revólver municiado, celulares, dinheiro trocado, papel alumínio e uma grande quantidade de drogas.


O jovem foi identificado como Vitor Fontenele Ferreira e já teria disso preso semana passada. Após o flagrante, eles foram levados para a Central de Flagrantes. Vitor deverá ser autuado por porte ilegal de arma e tráfico de drogas.

Imagens | TV Costa Norte

Fonte: Portal Piauí em Dia 

Com gol de pênalti aos 52, Parnahyba arranca novo empate e se mantém líder

Tubarão marca gol nos acréscimos, assim como na rodada passada, e dorme na liderança. Jogadores do Jacaré questionam marcação, e árbitro deixa campo cercado por policiais. Klenisson abri o placar, e Alviverde tinha jogo na mão


Imagem: TV Clube

Não é filme repetido. O roteiro do Parnahyba na quinta rodada do Campeonato Piauiense, nesta quarta-feira, no Pedro Alelaf, contra o Altos, foi o mesmo do duelo contra o Fluminense-PI, no último fim de semana. O Azulino arrancou o empate em 1 a 1 com gol aos 52 do segundo tempo, com Fialho – lance que rendeu polêmica do lado altoense. O milagre do Tubarão tirou da mão do Jacaré um duelo que estava na mão, quase ganho. Klenisson fez o primeiro, na etapa final.

POLICIAMENTO EM CAMPO


TABELA E PRÓXIMOS JOGOS

O Parnahyba se mantém na primeira colocação, com oito pontos. O time já fez quatro jogos no estadual. O Altos continua em segundo, agora com cinco pontos. O Alviverde tem um jogo a menos, devido à Copa do Nordeste. Por conta do Nordestão, o Altos só joga no estadual no dia 17 de março, contra o Tiradentes-PI, no Felipão. O Parnahyba encara no mesmo dia o 4 de Julho.

PRIMEIRO TEMPO

O jogo demorou a “pegar” no Pedro Alelaf. A proposta ofensiva do Altos não teve a mesma amplitude, o time de Fernando Tonet até ficou mais com a bola – posse absurda –, mas de perigo mesmo só uma cabeçada de Klenisson, aos 12. E foi o Parnahyba, que passou boa parte do jogo na defesa, que teve duas belas chances, ambas defendidas por Marcelo. O zagueiro Filipe tocou de cabeça na pequena área, e o camisa 1 espalmou. Depois, Marcelo barrou chute de Jânio, que entrou sozinho na área.

SEGUNDO TEMPO


Fonte: Globo Esporte/PI
 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Translate

Anuncio google

Racing