31/03/2018

Parnaibanos mantém viva tradição de malhar Judas no Sábado de Aleluia

Malhação de Judas ou Queima de Judas é uma tradição vigente em diversas comunidades católicas e ortodoxas e é realizada sempre no Sábado de Aleluia, simbolizando a morte de Judas Iscariotes.

Judas no Bairro São Francisco

Segundo a tradição católica, Judas Iscariotes foi um dos doze apóstolos de Jesus Cristo, que, de acordo com os evangelhos canônicos, veio a ser o traidor que entregou Jesus aos seus captores por trinta moedas de prata e, entrando em desespero, enforcou-se e condenou-se ao inferno.


Os parnaibanos não deixam a tradição morrer e é comum encontrar bonecos espalhados pelas ruas da cidade que são colocados "enforcados" na Sexta-feira da Paixão previsto para ser malhado no Sábado de Aleluia. Como de costume, políticos são as personalidades mais lembradas na hora de se confeccionar os bonecos que ganham as ruas da cidade e mostram a opinião popular. Devido a algum acontecimento marcante nos meses antecedentes novos personagens podem aparecer.

Judas no Bairro Nova Parnaíba

Algumas brincadeiras também foram introduzidas para o dia da malhação, tais como a “morte do pato” (em extinção, por conta dos maus tratos aos animais), o “pau de sebo”, o “cabra cego”, a “leitura do testamento do Judas”, dentre outras.

A tradição em Parnaíba: Malhar Judas consiste em pendurar um boneco do tamanho de um homem, forrado de serragem, trapos e jornal, como se tivesse enforcado e colocado em um ponto estratégico da rua de um bairro e atear fogo no Sábado de Aleluia. 

Políticos é o alvo preferido da população. É comum enfeitar o boneco com máscaras ou placas com o nome de políticos, técnicos de futebol ou mesmo personalidades não tão bem aceitas pelo povo.

No bairro São Francisco, a esquina do comerciante chamado Hildo, na Prudente de Moraes com Armando Burlamaqui, é tradicional a malhação do Judas. Hoje (31/03) o Judas desceu para pegar um sol, pois estava muito encharcado da última chuva que levou e colocaram ele numa cadeira para ser pendurado e malhado logo mais.

Por José Wilson | Jornal da Parnaíba

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Anuncio google