08/03/2018

Após "castigo" com gol contra, Batista despista sobre demissões: "Esfriar a cabeça"

Presidente do Parnahyba lamenta novo tropeço que manteve Tubarão fora do G-4 e prevê reta final dramática: "Três clássicos. Não sei o que fazer". Cartola previa demissões em massa

Parnahyba x 4 de Julho (Foto: Renan Morais/GloboEsporte.com)

Ao contrário do que muitos esperavam, o presidente do Parnahyba, Batista Filho, não demitiu parte do elenco azulino por conta do empate em 2 a 2 com o 4 de Julho, nesta quarta, no estádio Verdinho, pela sétima rodada do Campeonato Piauiense. O dirigente do clube do litoral hesitou ao avaliar o futuro de algumas peças e ponderou nas declarações. O resultado manteve o Azulino fora do G-4.

- Resultado inesperado. Foi até justo. O 4 de Julho mandou no jogo, mas o Parnahyba achou o gol. No segundo tempo, depois da entrada do Juninho Pindaré, o Parnahyba foi superior, mas pecou nas finalizações. Futebol é assim e acabamos sendo castigados no fim com o gol de empate. É esfriar a cabeça e ver amanhã o que pode ser feito - despistou o cartola após a partida.

Batista Filho havia prometido demitir boa parte do elenco caso a equipe não conseguisse um resultado positivo diante do Colorado. A declaração de cabeça quente foi dada após o empate sem gols com o Flamengo-PI em Teresina.

O tropeço em casa manteve a indignação do dirigente.

- Eu não esperava o Parnahyba em uma situação dessas. Temos agora três clássicos. Vou primeiro esfriar a cabeça e ver o que podemos fazer a partir de amanhã - completou o presidente.

Parnahyba x 4 de Julho (Foto: Renan Morais/GloboEsporte.com)

Na quinta posição, o Parnahyba ainda segue vivo na briga por uma vaga na semifinal. Na oitava rodada, o Tubarão encara o Piauí, às 18h de sábado, em Teresina.

Fonte: GloboEsporte.com, Piauí

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Anuncio google