31/08/2017

Candidatos que usaram éter podem ficar fora de concurso

Concurso da PM-PI: tenente teria indicado o uso da substância para teste de aptidão física


O Núcleo de Concursos e Promoção de Eventos (Nucepe), que organiza o concurso da Polícia Militar do Piauí, divulgou uma nota informando que os candidatos que tiverem constatado a utilização de processo ilícito no certame, terá sua participação nula. A nova polêmica veio à tona após conversas de um policial serem divulgadas, onde aparece oferecendo substâncias químicas para os candidatos que fizeram o teste de aptidão física (TAF) recentemente.

O tenente da PM, que liderava um grupo de candidatos na preparação para o TAF, pede que eles providenciem éter, usado como anestésico de uso restrito. A Corregedoria da Polícia Militar já apura o caso.

"Prevê a eliminação do Concurso Público, sem prejuízo das sanções penais e civis cabíveis, do candidato que usar ou tentar usar de meios fraudulentos na realização de qualquer prova, teste ou exame; e ainda, que a qualquer tempo, for constatado, por meio de investigação policial, ter o candidato se utilizado de processo ilícito, será tomada nula a sua participação no Certame, sem prejuízo de sua responsabilidade civil e criminal", informou o comunicado do Nucepe.


Fonte: Portal 180

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Curta