28/04/2022

Filhote de peixe-boi encalhado em praia no Piauí recebe nome em homenagem a Whindersson

Pescadores encontraram o animal machucado e acionaram a ONG Comissão Ilha Ativa, que trabalha com a conservação do meio ambiente no litoral piauiense e fez o resgate do filhote.

Filhote de peixe-boi encalhado no Piauí recebe nome em homenagem a Whindersson Nunes — Foto: Reprodução

Um filhote de peixe-boi foi encontrado encalhado, na quarta-feira (27), na Praia de Macapá, em Luís Correia, litoral do Piauí. Após ser resgatado, o animalzinho recebeu o nome de Wind, em homenagem ao humorista piauiense Whindersson Nunes.

A bióloga Liliana Souza, da ONG Comissão Ilha Ativa, contou ao g1 como tudo aconteceu. "Ficamos sabendo do encalhe por informações da comunidade. Pescadores que estavam pescando e encontraram o filhote encalhado, um pouco machucado", relatou.

"Eles entraram em contato, e por orientação nossa, fizeram todo o procedimento até que chegássemos. É importante exaltar a comunidade, pois são os maiores parceiros que temos", completou a bióloga.

Liliana Souza acredita que o filhote tenha sido machucado por uma embarcação e se afastado da mãe, o que provocou o encalhe. A bióloga disse que na área onde o animal foi encontrado há entrada de diversos tipos de embarcação.

"Ele estava em um estuário [ambiente aquático de transição entre rio e mar] e os estuários são importantes para preservação dessas espécies, que procuram esses locais para ter filhotes e cuidarem da cria", explicou.

Após o resgate, o filhote recebeu 200 a 300 ml de soro via oral, para hidratar, pois, devido ao encalhe, estava desidratado. Nesta quinta-feira (28), ele está sendo alimentado com leite de soja sem proteínas lácteas.

"Como é um filhote, o alimento principal é o leite materno, mas na ausência da mãe, é indispensável essa alimentação", informou Liliana Souza.

Filhote de peixe-boi encontrada no litoral do Piauí — Foto: Divulgação/Comissão Ilha Ativa

Quando estiver melhor, o animal será encaminhado para um centro reabilitação em Itamaracá (PE), porque no Piauí não há estrutura para esse tipo de trabalho. A bióloga estima que o filhote só deve retornar à natureza em mais de quatro anos.

"É um filhote com poucos dias de vida, fêmea. Os peixes-bois são altamente dependentes da mãe pelos dois primeiros anos de vida, então só depois dela estar reabilitada que poderá ser devolvida à natureza", explicou.

Enquanto isso, o animal está sendo bem cuidado e recebeu até um nome, Wind.

"Foi uma homenagem ao humorista Whiderson Nunes, porque termos muito carinho por ele", afirmou Liliana Souza.

Fonte: G1 PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Translate

Anuncio google

Racing