06/11/2021

Estudantes da UFDPar beneficiam diabéticos com laser que acelera cicatrização de ferimentos


A diabetes é uma doença que acomete mais de 13 milhões de brasileiros, de acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). Os portadores dessa doença sofrem com a vulnerabilidade a complicações de natureza metabólica e de origem infecciosa. “A gente trabalha há 3 anos aqui no CIEM e também no CES há dois anos. A gente tem ambulatórios iguais, tanto aqui, quanto lá, onde a gente atende pacientes com diabetes, mas nosso foco é nas complicações que a diabete pode proporcionar. Basicamente a gente trabalha com o pé diabético […] Então o que a gente faz é a prevenção, para que essa ferida não aconteça, e quando ela já existe, a gente trata utilizando a laserterapia – uma modalidade de procedimento básico dentro da fisioterapia […] para a gente acelerar o processo de cicatrização dessas úlceras”, explicou Professor Vinícius Cardoso, responsável pela pesquisa.

Professor Vinícius Cardoso, responsável pela pesquisa, em entrevista concedida à TV Costa Norte

Mesmo não havendo riscos em se submeter ao procedimento, para participar do estudo o paciente deve assinar um termo de compromisso.

Com a inovação em estudos sobre essa enfermidade, a partir de um procedimento à laser, é possível proporcionar ao diabético uma forma de acelerar o tratamento e cicatrização de ferimentos que em algumas situações podem contribuir no agravamento de condições clínicas de cada paciente. Uma tecnologia que já está disponível em Parnaíba para a comunidade no Centro de Especialidades em Saúde (CES), localizado no Bairro Piauí, e no Centro Integrado de Especialidades Médicas (CIEM) – que fica na Rua Marquez do Herval no Bairro Nova Parnaíba, uma iniciativa da Universidade Federal do Delta do Parnaíba (UFDPar).

Os pés diabéticos, que são alvo de complicações crônicas, podem ser causados pelo elevado nível de glicose no sangue do paciente, o que pode provocar as úlceras, responsáveis por um grande número de amputações. Através desse estudo aberto à comunidade, muita gente tem tido o sofrimento amenizado, como é o caso do seu Antônio José, que afirma estar sentindo melhora após o início do tratamento. “Isso aqui evoluiu demais depois das aplicações de laser e graças a Deus eu já estou nos ‘finalmentes’, as pessoas que não sabem, como eu não sabia, que procurem vir aqui porque é uma novidade aqui para Parnaíba.”, falou.

Fonte: Portal Costa Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Translate

Anuncio google

Racing