01/10/2021

Greco prende oito mulheres ligadas a facções criminosas que atuam no Piauí

Foto: Roberta Aline/Cidadeverde.com

Uma operação deflagrada nesta sexta-feira pelo Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco) resultou na prisão de oito mulheres suspeitas de integrar facções criminosas e investigadas pela prática de crimes como tráfico de drogas e homicídios. Ao todo, 60 policiais civis e 20 policiais penais cumpriram os mandados nas cidades Teresina, Floriano, Esperantina e São Luís.

Segundo o delegado responsável pelo inquérito, Yan Brayner, a líder desse grupo feminino e o elo de comunicação entre às organizações criminosas já se encontra presa. Ao todo, são 13 mandados de prisão expedidos para a operação, que foi denominada de ‘Consortes’.

“Todas agem sobre o comando dessa líder que já foi presa. Ela passa o recado de uma liderança da organização criminosa que esteja presa para quem o representa na rua e as diretrizes que devem ser tomadas por aquela organização criminosa”, explica Yan Brayner.

De acordo com o delegado Tales Gomes, coordenador do Greco, as mulheres investigadas auxiliam os companheiros em ações relacionadas às organizações criminosas.

“Os alvos são todas mulheres, no total de 13 mulheres. Duas já se encontram no sistema prisional. Mulheres que são ligadas a pessoas de organizações criminosas, tanto como namoradas, companheiras e esposas, e que auxiliam as pessoas que estão presas a se comunicar com os comparsas que estão fora da cadeia. A participação é a mais diversa, como levar informação, participar de venda de drogas e outros crimes cometidos pelos seus respectivos namorados e parceiros”, destacou o delegado.

O delegado Yan Brayner informou ainda que as equipes policiais seguem em busca do cumprimento dos outros cincos mandados restantes.

“Cinco mandados de prisão ainda estão pendentes, mas a gente está com equipe para tentarmos lograr com êxito no cumprimento desses mandados e até a gente conseguir cumprir a totalidade desses mandados serão realizadas diligências nesse sentido”, finaliza o delegado.

Além do Greco, também participam da operação policiais da Depre, Core, GPE, Diretoria de Inteligência da SSP, Delegacia Regional de Esperantina, Floriano e Polícia Civil do Maranhão e Diretoria de Inteligência da Secretaria de Justiça.

Natanael Souza
redacao@cidadeverde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Translate

Anuncio google

Racing