10/09/2020

PI: Polícia prende idosos que transportavam mais de 30 carteiras de trabalho falsas

Foto: Divulgação/PM

A Polícia Militar realizou a prisão de dois idosos que transportavam carteiras de trabalho falsas e carteiras de identidades, também falsificadas. O caso foi registrado nesta quarta-feira (09) no município de Jacobina, distante cerca de 360 Km de Teresina.

Equipes da Polícia Militar realizavam abordagens de rotina quando receberam a informação de que um veículo havia desviado da barreira policial. Após a perseguição, os policiais interceptaram o carro, que era ocupado pelos idosos e por outros dois homens.

No interior do veículo, foram encontrados diversos documentos com vários indícios de falsificação, entre eles, Carteiras de Trabalho, Carteiras de Identidade (RG), além de outros objetos, como impressora, notebook, carimbos, celulares, papel para confecção de documentos. Os policiais também encontraram diversos comprovantes de saques de benefícios do INSS.

Durante a verificação dos documentos com indícios de falsificação, foram encontradas com a idosa, de 64 anos, seis Carteiras de Identidade (RG), além de 26 Carteiras de Trabalho e Previdência Social com a sua foto, mas com qualificações diversas. Com o outro idoso, de 83 anos, foram encontrados 10 Carteiras de Trabalho e Previdência Social com a sua foto e qualificações diversas.

De acordo com o delegado regional de Paulistana, Cícero de Oliveira, os idosos haviam sido recrutados no município de Santa Inês, no Maranhão, por uma organização especializada em fraude de documentos e saque irregular de benefícios. 

"Os idosos são pessoas recrutadas pelo grupo. Eles inserem a fotografia do idoso em um documento com o nome do verdadeiro titular do beneficio, e depois esses idosos saem em viagem até o outros estados, fazendo esses saques. O grupo fica com a maior parte do dinheiro e dá uma porcentagem para os idosos", explicou o delegado. 

Ainda durante a ação de ontem, outros dois homens que também fazem parte do grupo foram detidos, enquanto tentavam deixar a cidade de Jacobina. 

Os dois idosos foram presos em flagrante por estarem portando os documentos falsos. 

Os outros quatro membros do grupo que foram detidos devem ser liberados, mas irão responder a um inquérito por suspeita da prática de falsificação de documentos. 

"Como o crime de falsificação, possivelmente, aconteceu na cidade de Santa Inês, a competência para investigação é da Polícia Civil do Maranhão. Vou encaminhar as informações para lá e eles vão instaurar um inquérito policial e seguir a investigação com relação a esses outros que são, possivelmente, os falsificadores", explicou o delegado regional de Paulistana. 

Natanael Souza
Redacao@cidadeverde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing