20/04/2020

IBGE envia cartas a 1500 domicílios no Piauí para responderem pesquisa sobre desemprego

Foto: Reprodução IBGE

Com uma recusa de 50% das pessoas em repassar informações por telefone para a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD-C), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) vai enviar cartas e telegramas aos domicílios, informando o contato dos pesquisadores para que as pessoas possam atender as ligações. 

A mudança na forma de coleta que antes era presencial e agora é por telefone, devido a pandemia do coronavírus, metade das pessoas se recusam a atender os pesquisadores. Antes era de 15%. 

No Piauí, foram selecionados 1.519 domicílios para participar da pesquisa, em cerca de 65 municípios. Teresina concentra aproximadamente 26% dos domicílios da amostra.

Segundo o órgão, a entrega das cartas e telegramas ocorre por meio dos Correios. Nelas, constam o nome e o telefone do técnico de coleta do IBGE com quem o morador deve entrar em contato para agendar dia e horário da entrevista. 

“É possível contactar o servidor do IBGE até mesmo por meio do aplicativo Whatsapp. A realização da entrevista é rápida e leva em torno de 15 minutos”, garante o Instituto.

O alerta é que o baixo percentual de respostas pode levar a não divulgação dos resultados. 

Entre as informações produzidas pela PNAD Contínua, estão a taxa de desemprego e o acompanhamento da renda do brasileiro. “Esses dados são fundamentais para a formulação de políticas públicas relacionadas ao mercado de trabalho no país”, ressalta o IBGE.

Em caso de dúvidas sobre a identidade do técnico de coleta, o IBGE disponibiliza meios para que a população possa fazer a verificação. Basta solicitar o nome completo, ou RG, ou CPF ou ainda a matrícula do servidor que entrou em contato. De posse dos dados, é possível ligar para 0800 721 8181, de segunda à sexta, de 8h às 18h, e aos sábados, domingos e feriados de 10h às 14h. Também é possível enviar e-mail para ibge@ibge.gov.br ou acessar o site respondendo.ibge.gov.br.

PNAD Contínua incluirá informações sobre a Covid-19

O IBGE e o Ministério da Saúde fecharam parceria para implementar versão inédita da PNAD Contínua para monitorar a incidência da Covid-19 nacionalmente. Com o novo convênio, montado em regime emergencial, o IBGE vai produzir a PNAD Covid, pesquisa que tem como objetivo identificar indivíduos com sintomas do novo coronavírus, bem como a demanda e a oferta de serviços de saúde pública. Essas informações vão subsidiar as políticas públicas do Ministério da Saúde.

No momento, a pesquisa encontra-se em fase de estudos e planejamento no IBGE. Sua realização seria por meio de atendimento telefônico dos servidores da instituição e a ideia inicial é entrevistar e acompanhar as mesmas pessoas por pelo menos três meses, daí então, divulgar estatísticas oficiais da Covid semanalmente.

Caroline Oliveira 
Com informações do IBGE
redacao@cidadeverde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing