20/04/2020

Psiquiatra explica a diferença da falta de ar por ansiedade e por coronavírus

Imagem: ilustrativa

Um dos sintomas mais comuns da covid-19 é a temida falta de ar. Entretanto, a falta de ar pode surgir como efeitos de outros problemas, como os psicológicos. Em crises de ansiedade, por exemplo, há a falta de ar e a sensação de afogamento constante. A reportagem é do O Livre. 

Então como não acabar confundindo tudo?

Nessa semana, em convite da CNN, o psiquiatra Antônio Geraldo da Silva, presidente da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), explicou como diferenciar esses sintomas dentre duas afecções.

Para começar, o especialista explicou que há dois tipos de ansiedade: pode ser um sintoma, mas também uma doença propriamente dita. “Às vezes a pessoa tem um quadro depressivo e dentro disso tem o sintoma da ansiedade. Já na síndrome, o conjunto de sintomas a caracteriza, e ela tem que ser tratada”, esclarece.

“Normalmente, a ansiedade tem uma associação temática, ou seja, tem um tema que me leva a ter aquele sintoma”, diz o psiquiatra. “Por exemplo quando eu penso em adoecer, tenho medo, o coração dispara e dá aquela falta de ar e sufocamento. Isso é puramente da ansiedade, que pode vir a passar com um copo de água”, acrescenta.

Esse cenário, no entanto, não se aplica aos aqueles casos de síndrome com diagnóstico médico. “Na ansiedade doença, isso não vai passar. Vai continuar por mais um tempo. A pessoa vai sentir isso durante mais um período, mas não durante 24 horas seguidas”, completa.

Falta de ar da covid-19

Assim sendo, essas manifestações são bem diferentes da falta de ar causada pela covid-19. “Neste caso a ansiedade é constante. A ansiedade do quadro psiquiátrico é intermitente, ela aparece e some – mesmo que dure um tempo prolongado entre 2h a 3h”, compara. “No caso da covid-19, não. Inclusive, é um momento de urgência no qual se deve procurar o sistema de saúde”, alerta.

Para te preservar de picos de ansiedade, tente manter a rotina ativa em casa. Se vista como se fosse sair, acorde sempre no horário que estava acostumado, mantenha a mente ativa com alguma atividade e tente dormir no horário habitual.

Via 180

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing