01/11/2019

Acusado de invadir casa e matar homem tem prisão preventiva decretada

O caso aconteceu na rua Evaldo Leal de Moraes, no bairro Bela Vista, em Regeneração. A decisão do juiz de Regeneração é desta quarta-feira, dia 30 de outubro.


O juiz de direito da Vara Única de Regeneração, Alberto Franklin de Alencar Milfont, decretou o mandado de prisão preventiva de Antônio Diego Ferreira de Vasconcelos, 23 anos, acusado de esfaquear a ex-namorada e assassinar Luís Carlos de Sousa Silva, na madrugada do último domingo (27). 

O caso aconteceu na rua Evaldo Leal de Moraes, no bairro Bela Vista, em Regeneração. A decisão do juiz de Regeneração é desta quarta-feira, dia 30 de outubro.

Antônio Diego foi preso na manhã de domingo, por policiais militares da Força de Regeneração, em uma ação conjunta com os policiais dos GPMs de Amarante e Angical. Na ocasião, ele foi conduzido para a Delegacia de Polícia Civil de Água Branca, onde foi feito o auto de prisão em flagrante. Entretanto, o juiz de direito da Vara Núcleo de Plantão de Floriano, Ronaldo Paiva Nunes Marreiros, não homologou o auto de prisão em flagrante Antônio Diego, além de ter decidido pelo relaxamento da prisão. “Nos autos não há exame cadavérico para demonstrar o óbito de Luís Carlos de Sousa Silva, bem como não há exame de corpo de delito da vítima Dayane Alves Guimarães para confirmar as lesões em seus dedos da mão esquerda, conforme revelados por ela em seu depoimento e confirmar o que foi dito pelas pessoas ouvidas no presente flagrante”, disse o juiz florianense. A decisão foi dada no último dia 28 de outubro.


o mandado de prisão preventiva de Antônio Diego Ferreira de Vasconcelos, 23 anos, acusado de esfaquear a ex-namorada e assassinar Luís Carlos de Sousa Silva, na madrugada do último domingo (27). O caso aconteceu na rua Evaldo Leal de Moraes, no bairro Bela Vista, em Regeneração. A decisão do juiz de Regeneração é desta quarta-feira, dia 30 de outubro.


Antônio Diego foi preso na manhã de domingo, por policiais militares da Força de Regeneração, em uma ação conjunta com os policiais dos GPMs de Amarante e Angical. Na ocasião, ele foi conduzido para a Delegacia de Polícia Civil de Água Branca, onde foi feito o auto de prisão em flagrante. Entretanto, o juiz de direito da Vara Núcleo de Plantão de Floriano, Ronaldo Paiva Nunes Marreiros, não homologou o auto de prisão em flagrante Antônio Diego, além de ter decidido pelo relaxamento da prisão. “Nos autos não há exame cadavérico para demonstrar o óbito de Luís Carlos de Sousa Silva, bem como não há exame de corpo de delito da vítima Dayane Alves Guimarães para confirmar as lesões em seus dedos da mão esquerda, conforme revelados por ela em seu depoimento e confirmar o que foi dito pelas pessoas ouvidas no presente flagrante”, disse o juiz florianense. A decisão foi dada no último dia 28 de outubro.

Via Portal Meio Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing