04/07/2018

Estudantes da Uespi protestam por falta de alimentação no curso de Agronomia de Parnaíba


Estudantes do curso de Engenharia Agronômica da Universidade Estadual do Piauí (Uespi), campus Alexandre Alves Oliveira, em Parnaíba, estão fazendo um protesto na sede da instituição, no bairro Pirajá, na zona Norte de Teresina. Os alunos reclamam que desde janeiro estão sem receber alimentação. Segundo eles, o curso é financiado pelo Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária (Pronera) em parceria com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e Uespi.


O curso teve início com 50 alunos e continua com apenas 30. Os estudantes protestam na recepção da reitoria.

O estudante Maciel Silva, que é do município de Pio IX, diz que a falta de alimentação pode comprometer o início do 6º período. Pelo convênio, o Governo Federal envia recursos para custear as despesas com café, almoço e janta dos estudantes.


"O que ficamos sabendo é que não existe uma garantia para o início do curso no dia 16 de julho. Estamos aqui para pedir uma explicação da Uespi. Se não resolverem, dia 16 retornamos para acampar na reitoria", disse Maciel Silva.

Romualdo Brasil, que participa da manifestação, informou que os estudantes estão levando alimentação de casa para não passar necessidade. Ele reforça que, se não houver uma solução, os estudantes vão acampar na reitoria e assistir aula no curso de Engenharia Agrônomica em Teresina. 


Uma representante da Uespi informou aos estudantes que a contratação de uma empresa para fornecer alimentação aos estudantes está em processo licitatório e a expectativa é que seja finalizado nessa semana. 

Os alunos serão recebidos pelo vice-reitor da Uespi, Evandro Alberto Sousa.

Por Yala Sena/Cidade Verde | Edição: Jornal da Parnaíba

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing