20/04/2018

Agente penitenciário faz BO contra diretor de presídio do Piauí e relata agressão

O diretor não foi encontrado pra comentar o caso e a Secretaria de Justiça ainda não se posicionou.

Agente disse que foi agredido e laudo atesta lesões no pescoço, cabeça e tórax (Foto: Natanael Rego/Arquivo pessoal)

O agente penitenciário Natanael Rego de Carvalho registrou boletim de ocorrência nessa quinta-feira (19) contra o tenente Jean Carlos Bezerra, diretor da Casa de Custódia de Teresina. Ele denunciou o gestor por agressão e chegou a passar por exame de corpo de delito. A agressão teria ocorrido após um desentendimento entre os dois, durante o plantão na unidade prisional. O diretor não foi encontrado pra comentar o caso e a Secretaria de Justiça ainda não se posicionou.


Segundo o agente Natanael, a agressão ocorreu após ele questionar uma cobrança de horário feita pelo diretor Jean Bezerra. Na ocasião, foram cobradas aproximadamente 70 horas, ainda de 2017, que são descontadas do plantão para que o agente possa assistir a aulas, já que está fazendo um curso superior.

Ele diz que as horas são repostas posteriormente. Ele questionou o diretor por essa cobrança, segundo ele indevida, e disse que em seguida foi agredido. Em exame realizado pelo Instituto Médico Legal (IML) foram atestadas lesões no toráx, pescoço e cabeça.

Laudo constatou lesões no agente penitenciário da Casa de Custódia (Foto: Natanael Rego/Arquivo pessoal)

Atualmente, Natanael é diretor administrativo do Sindicato dos Agentes Penitenciários e Servidores Administrativos das Secretarias da Justiça do Estado do Piauí (Sinpoljuspi). Ele afirmou, em entrevista ao G1, que está sendo perseguido por Jean. Segundo ele, isso ocorre por ser um membro do Sinpoljuspi e por participar da greve deflagrada pelos agentes no ano passado.

O agente Natanael acessou a assessoria jurídica do Sindicato, que entrará com uma representação criminal contra Jean Bezerra. Além disso, será realizado um pedido de ação disciplinar contra o diretor junto à Corregedoria da Polícia Militar.

Registro foi feito também junto à corregedoria da PM, já que o diretor é militar (Foto: Natanael Rego/Arquivo pessoal)

Natanael afirmou ainda que José Roberto Pereira, presidente do Sinpoljuspi, vai pedir a exoneração do diretor “porque ele não tem equilíbrio emocional para gerir uma unidade daquela”. O Sinpoljuspi afirma que a agressão praticada pelo diretor da Casa Custódia não atingiu somente o agente penitenciário, mas toda a categoria.

Em contato com o G1, a assessoria de imprensa da Secretaria de Justiça afirmou que ainda não há um posicionamento do órgão sobre o assunto. A Corregedoria da Polícia Militar não foi localizada para comentar o caso.

Casa de Custódia em Teresina (Foto: Fernando Brito/G1)

Fonte: G1 PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing