01/05/2018

Mulher é torturada e morre; suspeito presta socorro para encobrir crime no Piauí



A jovem identificada como Aline Silva Ramos foi vítima de feminicídio e morreu após ser torturada e espancada por seu companheiro. De acordo com a Polícia Civil, o auxiliar de padaria Ezequiel Fernando de Sousa, 22 anos, teria praticado as agressões e, em seguida, levado a mulher ao hospital. Contudo, ao perceber o estado de saúde da vítima, a abandonou na unidade de saúde e fugiu. 


As agressões ocorreram no bairro Alto da Ressurreição, região do Grande Dirceu, na última sexta-feira (27). A mulher veio a óbito no dia seguinte em decorrência das lesões que resultaram também em traumatismo craniano. 

Para conseguir atendimento no hospital, o suspeito teria apresentado versões contraditórias, entre estas, que a vítima havia sido assaltada e outra que relatava que a mesma havia sofrido uma queda. 

De acordo com o capitão Audivan Nunes, coordenador da Força Tarefa, o suspeito foi capturado no bairro Lourival Parente, na zona Sul da Capital, quando tentava empreender fuga na manhã desta segunda-feira (30). 

"A causa da morte foram as agressões físicas e no sábado foi pedida a prisão preventiva dele pela delegada da Central de Gênero. Domingo a equipe definiu a medida e hoje cumprimos a diligência, ou seja em menos de 72 horas o crime está esclarecido e o acusado já está preso", afirmou a delegada Luana Alves, Coordenadora do Núcleo de Feminicidio.

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com
Com informações Tiago Melo (TV Cidade Verde)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Anuncio google