10/11/2017

Policial Militar é preso com 64 tabletes de maconha no Piauí

Polícia investigou suspeitos por seis meses até efetuar a prisão em flagrante hoje. 

 
Polícial Militar foi preso com 64 tabletes de maconha em Teresina (Foto: Divulgação / Polícia Civil) 

Um sargento da Polícia Militar do Piauí foi preso, nesta quinta-feira (9), na Vila Cristalina, localizada no bairro Água Mineral, Zona Norte de Teresina. De acordo com a Polícia Civil, o militar é suspeito de tráfico de drogas e portava 64 tabletes de maconha no momento da prisão. 

Além do policial, outro homem também foi preso. As prisões foram fruto de uma operação da Delegacia de Prevenção e Repressão a Entorpecentes (DEPRE). Segundo o delegado Menandro Pedro, coordenador da DEPRE, a dupla foi monitorada durante seis meses pelas equipes de investigadores. 

“Eles traziam drogas de outros estados, armazenavam em pelo menos seis casas na Zona Norte e juntos faziam a distribuição da droga a ser vendida em toda a Teresina. Eles utilizavam quatro carros do mesmo modelo e cor, só mudava a placa, para despistar”, informou o delegado Menandro Pedro. 

Conforme o coordenador da Depre, nesta quinta-feira (9), houve a constatação de que a dupla ira transferir uma grande quantidade de droga para um dos outros endereços. “Eles estavam sendo seguidos, quando chegaram a um dos endereços desceram do carro e pegaram uma caixa, que era onde iam colocar a droga. Então decidimos abordá-los”, contou Menandro Pedro.

 
Delegado Menandro Pedro, coordenador da DEPRE (Foto: Lucas Marreiros / G1) 

A polícia informou que apreendeu com a dupla dois veículos, os 64 tabletes de maconha, uma balança de precisão e uma pistola . 40 da PM-PI. “A arma estava na cintura do civil, o que surpreendeu, pois era a arma do policial. Uma segunda arma, uma pistola 380, foi apreendida em um dos carros”, completou o delegado. 

Um terceiro homem foi preso porque estava conduzindo um dos veículos utilizados no esquema de tráfico. Os três foram autuados em flagrante e conduzidos para a sede da DEPRE para os procedimentos legais.

Fonte: G1 PI 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Curta