03/11/2017

Policiais militares disparam contra veículo e ferem três pessoas no Piauí


Uma família foi alvo de disparos de uma viatura da Polícia Militar na madrugada desta sexta-feira(03), na Vila Irmã Dulce, zona Sul de Teresina. Seis pessoas e um bebê de 8 meses estavam em uma caminhonete quando se assustaram com os tiros. Três pessoas ficaram feridas, entre elas, a mãe da criança.


O veículo era conduzido pelo mestre de obras Evandro Inácio da Silva, que estava com a namorada, Girlande Nascimento e a família dela chegando para deixar em uma residência, quando teriam sido surpreendidos com os tiros. 

Segundo Evandro, ele tinha parado numa primeira casa para deixar metade dos parentes. Neste momento, começaram os disparos, que acreditaram estarem vindos de uma boca de fumo próxima e por isso teria arrancado com o carro para que não fossem atingidos.

Só que uma das balas já havia pego nas costas de Maria do Socorro Andrade, que seria a mãe do bebê e estilhaços ferido a perna do condutor do carro e o braço de sua namorada.

Ele disse ainda que ao avistar uma viatura da polícia, ele teria reduzido à velocidade e o carro que o teria seguido bateu atrás. “Só ai percebemos que se tratava de uma viatura da polícia. Quando eles viram que não eram quem estavam procurando, colocaram a mulher ferida na viatura e levar ao HUT”, relatou.


Versão da polícia
O comandante da Companhia do Promorar, capitão Paulo Silas, informou que os três policiais fazem parte de sua companhia e estavam fazendo rondas à procura de suspeitos que teriam praticado um assalto no bairro Saci e fugido em direção à vila Palitolândia. 


De acordo com o capitão Silas, os militares informaram que um veículo, as mesmas características da caminhonete do mestre de obras, teria praticado o roubo do celular de um policial e o rastreador do aparelho teria dado a localização para à vila. 

“No momento que avistaram o carro, os policiais pediram para parar e descerem, mas o motorista arrancou com o veículo e eles acreditaram que eles estariam fugindo”, afirmou o capitão à equipe da TV Cidade Verde.

No Hospital de Urgências de Teresina (HUT), o paciente Evandro Inacio da Silva, 49 anos, foi atendido neste após sofrer uma lesão por arma de fogo na perna esquerda. Depois de ser avaliado pela equipe do trauma e realizado exames Evandro ele foi liberado. 

Já a paciente Maria do Socorro Andrade de Sousa, 29 anos, também vítima de arma de fogo, continua internada em observação por pelo menos 24 horas. Ela teve uma lesão na região dorsal e até momento não tem indicação cirúrgica.

Corregedoria
Evandro Inácio e sua namorada, a técnica em segurança do trabalho, Girlande Nascimento, foram recebidos pelo secretário de Segurança, Fábio Abreu, para quem relataram toda a situação envolvida. Girlande disse que o secretário solicitou que eles fossem à Corregedoria da Polícia Militar para denunciar os policiais e que iria tomar as providências cabíveis. 

Após prestarem depoimento, eles foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) e de Criminalística para fazerem exame de corpo de delito e perícia no veículo. 

Caroline Oliveira
Com informações da repórter Indira Gomes (TV Cidade Verde)
carolineoliveira@cidadeverde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Curta