09/11/2017

Enem será reaplicado para candidatos prejudicados por queda de energia elétrica

Estudantes que não conseguiram fazer as provas estão recebendo e-mails e SMS do Inep com as orientações para reaplicação do exame

Arquivo/Agência Brasil

Centenas de candidatos afetados pela falta de energia elétrica no primeiro dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017 poderão refazer o exame, garante o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). O problema ocorreu no último domingo (5), em nove locais de provas, nos estados de Pernambuco, Piauí e Goiás.

Na cidade de Teresina (PI), as provas não chegaram a ser aplicadas na Universidade Uninovafapi e afetaram 767 participantes. Todos que compareceram ao local poderão participar da reaplicação das provas de Linguagens, Códigos, Ciências Humanas e redação no dia 12 de dezembro.

A situação é a mesma na cidade de Uruaçu, em Goiás, em que 2.403 inscritos, em sete locais de provas, foram afetados pela falta de energia elétrica. Esses candidatos também não chegaram a começar as provas e deverão fazer a reaplicação em dezembro. Os locais do exame ainda serão informados.

Em Olinda (PE), 400 candidatos que compareceram à Escola Estadual Marechal Mascarenhas de Moraes poderão optar por refazer a prova, já que a interrupção da luz ocorreu durante a aplicação do exame e muitos participantes continuaram nas salas.

Nesse caso, aqueles que se sentiram prejudicados pela interrupção parcial da energia, e optarem por fazer uma nova prova, terão consideradas as notas da reaplicação.

Calendário
O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira explica que o problema ocorrido no primeiro domingo de provas não compromete o calendário do segundo dia de aplicação e todos os participantes dos locais afetados deverão fazer as provas no próximo domingo (12).

O Inep também está enviando e-mail e SMS para os candidatos prejudicados, com orientações sobre quando o exame será reaplicado. A Central de Atendimento 0800 616161 também está disponível para esclarecimentos.

Fonte: Governo do Brasil, com informações do Inep

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Curta