02/10/2017

W.Dias quer aliança mas líderes do Podemos rejeitam acordo com PT: “Desgraça”

“O projeto do PT fracassou e levou o país para essa desgraça e essa crise nunca vista antes”, declarou o senador Álvaro Dias durante evento em Teresina

Evento de lançamento do Podemos no Piauí (Foto: João Brito Jr/ OitoMeia)

Várias lideranças políticas estiveram reunidas na manhã desta segunda-feira (02/10) no evento de lançamento do Podemos no Piauí. O evento contou com a participação da presidente nacional do partido, Renata Abreu, do ex-jogador Marcelinho Carioca e também do senador Àlvaro Dias.

Evento de lançamento do Podemos no Piauí (Foto: João Brito Jr/ OitoMeia)

No evento, o presidente estadual da sigla, deputado federal Silas Freire foi empossado juntamente com outros membros e algumas novas filiações. Silas é aliado do governador Wellington Dias (PT), mas as principais lideranças do partido recomendam candidatura própria para disputar o Governo do Estado em 2018.

A presidente nacional do partido disse que tem restrições quanto alianças com o PT de Wellington Dias. “Queremos ser uma alternativa em todos os estados e também uma maior participação das mulheres na política. Nossa recomendação é candidatura majoritária para as próximas eleições. Nós temos muita restrição quanto ao Partido dos Trabalhadores (PT) por causa de tudo o que aconteceu”, falou ela.

O senador Álvaro Dias foi mais enfático e afirmou que em 2018 o Podemos não será aliado do governador. “Aqui nós temos uma liderança bastante expressiva. Mas não desejamos essa aliança com o governador Wellington Dias. Somos duas paralelas que não se encontram. O projeto do PT fracassou e levou o país para essa desgraça e essa crise nunca vista antes. Queremos mudar o Brasil e o PT não é o caminho. Certamente não terá aliança no próximo ano”, declarou o presidenciável.

Álvaro Dias (Foto: João Brito Jr/ OitoMeia)

Silas freire deixou em aberto um possível rompimento e saída do governo. Para ele, dependendo da decisão da maioria do partido, ele seguirá as orientações.

“Eu ajudei o governador a ser eleito e ele me ajudou. O Silas e o grupo político dele é parceiro de Wellington Dias, mas o Podemos é outra coisa. Estão chegando novas pessoas e se a maioria decidir nós vamos sair do governo, é questão de democracia”, afirmou ele.

O Podemos cogita o nome do jurista Norberto Campelo como um possível nome para disputar o cargo de governador. Mas ele não se filiou no evento desta segunda-feira.

W.DIAS PRESTIGIOU O EVENTO E REAFIRMOU QUERER ALIANÇA

Wellington Dias e Silas Freire (Foto: João Brito Jr/OitoMeia)

O governador Wellington Dias marcou presença no evento da sigla e reafirmou sua intenção de manter Silas e o Podemos na base aliada de seu governo.

“Nós temos todo entusiasmo com o Podemos no Piauí. É um partido que trás uma proposta nova e através de seus líderes ajudam com o crescimento do Estado. E queremos trabalhar juntos. Eu já deixei claro a minha intenção em ter essa aliança, mas cabe a eles decidirem como irão agir”, pontuou o Dias.

Fonte: Portal OitoMeia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Anuncio google