18/10/2017

Mulher é agredida e acusa advogado com quem é casada de cárcere privado

Delegada Vilma investiga o caso 

Populares denunciaram na tarde desta terça-feira (17/10) que uma mulher estava sendo agredida no bairro Matinha, Zona Norte de Teresina, e ao chegarem ao local, policiais encontraram muito sangue na casa, que mais parecia um presídio devido a grande quantidade de fechaduras.

A mulher de 30 anos estava bastante machucada e foi encaminhada para a a Delegacia da Mulher onde prestou esclarecimentos à delegada Vilma Alves. Ela disse que era casada há cinco anos com o Ferdinand de Jesus da Cunha Freitas Junior e que o motivo da agressão foi desconfiança e ciúmes.

"O rapaz mantinha ela em cárcere privado, estava viajando, quando chegou perguntou à vítima quem tinha andado lá, e depois começou a agredi-la, no rosto e no corpo, tentando matá-la.", disse a delegada ao 180.

A mulher tem um filho e disse que o período em que esteve casada, sempre foi tratada desta forma. A polícia realiza diligências para encontrar o advogado.

A mulher ficou muito machucada e com o rosto praticamente desfigurado por causa das agressões. Ela foi encaminhada para o Hospital de Urgência de Teresina para receber atendimento e realizou exames no Instituto Médico Legal.

Fonte: 180

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Curta