07/07/2017

Polícia prende suspeito de matar maquinista e busca comparsa de 16 anos


Camisa teria sido usada na fuga por um dos suspeitos 

Em menos de 24 horas, a Delegacia de Homicídios prendeu um dos suspeitos de matar um maquinista do Metrô de Teresina na noite de ontem (05). A prisão ocorreu na tarde desta quinta-feira (06), na Vila Cristalina, zona Norte da capital. O segundo suspeito de participação no latrocínio, um adolescente de 16 anos, ainda estava foragido até a publicação desta matéria. 

José de Ribamar de Sousa Oliveira, 28 anos, foi preso em flagrante pela morte de Aderson Luís Nascimento, 49, assassinado com uma facada nas costas na noite de ontem (5). Segundo a Polícia Civil, ele confessou participação no crime e se disse arrependido, mas afirma que seu comparsa foi o autor da facada desferida contra o maquinista. 

O coordenador da Delegacia de Homicídios de Teresina, delegado Francisco Costa "Bareta", disse que as imagens obtidas pela Delegacia de Homicídios mostram o adolescente correndo com a faca na mão, mas declarou que este "álibi já está rechaçado" pelas investigações e José de Ribamar teria tentado por a culpa no menor para se livrar da pena por latrocínio. "Estamos dando uma resposta para a sociedade de um indivíduo que matou uma pessoa cravando uma faca nas costas sem nenhum motivo, apenas para roubar", acrescentou. 

Bareta acrescentou que o adolescente já estava foragido por outros crimes e está devidamente identificado. Contudo, a investigação em relação a ele ficará a cargo da delegacia especializada nos crimes cometidos por menores. 

O preso concedeu entrevista na delegacia e disse que trabalhava entregando gás de cozinha, não tendo cometido outros crimes. Ele admitiu que os dois foram ao bar para roubar dinheiro e queriam a moto do maquinista, mas afirmou que o adolescente que o acompanhava foi o autor da facada. Questionado sobre o motivo que o levou a entrar na vida do crime, ele respondeu: "idiotice". 



Entre as provas já obtidas pela Delegacia de Homicídios está uma camisa do Grêmio, achada na rota de fuga dos suspeitos e usada pelo adolescente para encobrir o rosto. A suspeita da polícia é de que a peça de roupa tenha sido dada por José de Ribamar para que o jovem fugisse. 

A morte de Aderson aconteceu durante assalto em um bar no bairro Mocambinho. O dono do estabelecimento reagiu com um facão e feriu o adolescente em uma das mãos. O maquinista era um dos clientes e tentava ir embora em uma moto, mas foi golpeado pelas costas. Os dois suspeitos fugiram a pé sem levarem nada, mas o caso é tratado como latrocínio porque houve intenção de cometer o roubo. 

Graciane Sousa e Fábio Lima
redacao@cidadeverde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Curta