06/06/2017

Reforma protege os mais pobres, diz secretário de Previdência

Marcelo Caetano defendeu a aprovação da medida como uma forma de manter sustentável o sistema de aposentadorias

Marcelo Caetano participou de debate na rádio CBN
Marcelo Camargo/Agência Brasil
O secretário de Previdência, Marcelo Caetano, afirmou nesta segunda-feira (5) que a reforma da Previdência, em tramitação no Congresso Nacional, vai proteger as pessoas de baixa renda. “A reforma impacta todos, mas o impacto maior é no grupo de renda mais alta”, disse Caetano durante participação no programa Talk Show, da rádio CBN.

Na sua participação no programa, Caetano destacou que nada muda para quem tem direitos adquiridos – já recebe benefícios ou completou as condições de acesso. “Para quem já completou a condição de acesso, o melhor a fazer é não se aposentar. Esperar para ver o que vai acontecer porque poderá optar pelas regras, e a regra atual é uma opção que sempre permanece em relação ao direito adquirido”, afirmou.

A alteração das regras previdenciárias vai gerar uma economia de aproximadamente R$ 600 bilhões para os cofres públicos nos próximos dez anos. Além da adoção da idade mínima, a proposta mantém o tempo de contribuição de 25 anos e prevê uma transição para aqueles próximos a se aposentar pelo regime atual. As mudanças atingem também os servidores públicos. A aposentadoria integral será concedida a quem contribuir por 40 anos.

Como forma de reequilibrar as contas públicas, o governo federal enviou o projeto de forma a reverter o crescente rombo da Previdência Social, que no ano passado chegou a R$ 149 bilhões. Diante da aprovação da reforma, os juros e inflação devem cair e o País deve voltar a crescer.

Fonte: Portal Brasil, com informações da Secretaria de Previdência

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Curta