06/05/2017

Solto por engano, jovem volta a ser preso durante audiência de instrução e julgamento


No inicio da tarde desta quarta-feira (03/05), a Polícia Civil deu cumprimento a um mandado de prisão preventiva e recapturou um reeducando do sistema prisional solto por engano, identificado como Francisco da Silva Amorim, de 19 anos, morador do Bairro São Francisco, município de Cocal, região Norte do Estado do Piauí. O fato aconteceu no interior do Fórum da cidade, momentos antes de iniciar uma audiência de instrução e julgamento na qual Francisco Amorim era réu.

Francisco foi preso no dia 03 de fevereiro deste ano (CLIQUE AQUI E REVEJA), por força de uma decisão judicial na qual ele é acusado de juntamente com um comparsa ter tomado de assalto dois aparelhos celulares de dois jovens, respectivamente, na noite do dia 13 de janeiro, no Bairro Santa Teresinha (CLIQUE AQUI E REVEJA). Ao ser preso, a policia encontrou em sua posse 08 (oito) trouxinhas de maconha e uma quantia de R$ 110,00 (cento e dez reais).

Francisco ficou recluso por dois meses na Penitenciária Mista de Parnaíba. O processo que ensejou a sua prisão (roubo) e o flagrante da posse de drogas gerou dois procedimentos distintos. A Comarca de Cocal expediu um alvará de soltura em relação ao processo do suposto tráfico de drogas, porém, ele deveria permanecer custodiado na casa de detenção pelo crime de roubo, fato que acabou gerando um equivoco da direção do presídio junto as documentações, colocando o réu em liberdade por engano no dia 03 de abril.


Durante a oitiva Francisco revelou a identidade, bem como o endereço de seu comparsa no roubo. A Polícia Civil localizou e fez a condução coercitiva do supracitado, que trata-se de Fernando Rodrigues da Silva, conhecido como "Nando", de 18 anos, primo de Francisco Amorim, que prestou depoimento em juízo na qualidade de informante.

Em seu testemunho 'Nando' confessou o crime com riqueza de detalhes e maiores informações de como tudo aconteceu, desde o planejamento, a forma da abordagem das vítimas e a motivação do assalto, que foi no intuito de arrecadar objetos de valor (celulares) ou dinheiro para pagar Francisco uma divida de mais de R$ 200,00 (duzentos reais) proveniente da mercancia de drogas (maconha). 


O Ministério Público, na pessoa do Dr. Francisco Túlio Ciarlini Mendes informou durante a audiência que 'Nando' será indiciado pela sua participação no crime. Entretanto, o Magistrado Dr. Carlos Arantes Augusto Júnior beneficiou 'Nando' ao conceder-lhe o direito de responder ao processo em liberdade, haja vista a atenuante da confissão espontânea e o compromisso de comparecer aos atos do processo, incluindo o acatamento de demais medidas cautelares impostas. 

Fonte: Blog do Coveiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Curta