20/05/2017

Cajueiro da Praia é a cidade com o maior cajueiro do mundo


Cajueiro da Praia é considerado um verdadeiro paraíso ecológico não só por suas praias, mas também pela diversidade de fauna e flora, cujos exemplares mais famosos são o peixe-boi e o cavalo-marinho. O nome da cidade está ligado a um pé de caju que ficaria em uma ponta de praia e servia como referência para quem passava na região. Atualmente, outra árvore também vem ganhando destaque no município: o Cajueiro Rei, que possui 8.810 m² e é considerado o maior do mundo. A cidade é também reserva de vida para animais como o peixe-boi-marinho, cavalos-marinhos, aves migratórias e diversas espécies de crustáceos e répteis que viraram atração de um turismo sustentável. O povoado de Barra Grande possui a praia que é uma queridinha dos kitesurfistas por seus ventos constantes e também por guardar o ar bucólico de vila de pescadores com pousadas de alto nível e arquitetura rústica. Outras práticas esportivas também estão em alta como o caiaque e o stand up padle (SUP), o remo em pé. 

Como Chegar ? 
Carro: O automóvel é a melhor opção. Saindo de Parnaíba, a partir da Avenida Deputado Pinheiro Machado, contorne a rotatória da rodoviária e siga em direção à BR 402. Após passar do povoado Camurupim (aproximadamente 46 quilômetros), atravesse a ponte sobre o rio Camurupim e dobre à esquerda, seguindo por 18 quilômetros até a Avenida Gerardo Laura. Na entrada da cidade há uma rotatória com um Cristo. 

De ônibus: De Teresina, a empresa Guanabara faz linha até Cajueiro da Praia saindo de Teresina no horário das 23h. É preciso consultar os dias em que a viagem ocorre. 

Barra Grande 
Barra Grande é o maior povoado de Cajueiro da Praia e até meados dos anos 2000 era uma pacata vila de pescadores. Sua transformação veio com a chegada das primeiras pousadas que exploraram o potencial desta área da costa piauiense que tem vento constante, e ótimo para o kitesurf. A chegada de empresários de outras cidades do Piauí, do Sudeste do país e europeus, causou uma grande mudança: surgiram pousadas e restaurantes de alto padrão com conceito rústico que buscaram integrar a sofisticação e o ar praiano local. Na localidade é possível praticar, além do kitesurf, sand up padle (remo em pé) e caiaque, esportes geralmente oferecidos pelas várias escolas ali instaladas. Muitos esportistas seguem velejando de Barra Grande até as praias de Luís Correia ou até mesmo ao Delta, entretanto, é recomendável contratar o suporte de uma equipe para auxiliar nessa travessia; o serviço está disponível em algumas escolas e pousadas. 

Praias 
Na sede do município existem as praias de Cajueiro de Baixo, utilizada bastante por pescadores, onde se pode aproveitar um mar tranquilo e ver a Ilha Dantas, onde é possível chegar a pé. A praia da Itam localizada mais acima, possui uma areia cheia de conchas e também é propícia ao banho. Entre as duas, seguindo pela orla, existe ainda um carnaubal e a Ponta do Barbaço, à qual possível chegar a pé com a maré baixa, mas é preciso ter cuidado com as pedras. Neste ponto, indo mais distante da costa, há uma região de corais. Ainda é possível fazer um passeio de barco até ao braço do rio Carpino, onde há uma praia deserta. 

Cajueiro Rei 
A mega-árvore surgiu por meio de um processo natural de multiplicação, por meio de clones em um processo chamado de alporquia, que acontece quando seus galhos tocam o chão e, após serem cobertos por terra, fazem nascer novas raízes, mantendo, ainda assim, a ligação com o tronco original. O vegetal se estende por 8.810 m² passando inclusive por propriedades privadas. 

Cavalo-Marinho 
A Rota do Cavalo-Marinho é um passeio mais tradicional de todos e é realizado nos mangues de Barra Grande, começando pelo igarapé Camboa. Durante o percurso, que dura cerca de duas horas, é possível visualizar o cultivo de ostras realizado pelos nativos, várias espécies de caranguejos, as quatro espécies de mangues (vermelho, branco, preto e de botão), aves migratórias, a garça azul, entre outros, e, claro, o cavalo-marinho. O peixe é muito delicado e se fixa nas proximidades da margem dos rios. Os guias vão capturá-lo, exibi-lo aos turistas e devolvê-lo ao seu habitat. Toda esta região faz parte da Área de Proteção Ambiental (APA) do Delta do Parnaíba. 

No município está localizada a sede do Projeto Peixe Boi do Instituto Chico Mendes (ICMBio), que possui auditório e uma sala de ciências com mostras de animais encontrados na região, servindo de base para os estudiosos e para iniciativas de educação ambiental junto à comunidade. Partindo dali é possível realizar uma trilha com guias locais que passam pelo carnaubal, região dos sambaquis, atravessam uma parte de manguezal junto ao mar e chegam à praia da Itam. 

Eventos 
A cidade possui festas tradicionais com destaque para a Festa do Caju, em setembro, festivais de música e eventos esportivos. 

Fonte: CCom

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Curta