06/04/2017

PROMESSA: "Complexo Porto das Barcas em Parnaíba será revitalizado"

Mais uma vez o governo do estado anuncia obras para Parnaíba, desta vez é a revitalização do Complexo Porto das Barcas. Esperamos seja verdade!

Audiência com o secretário da Cultura, Fábio Novo;
ouvidora-geral, Soraya Castelo Branco
e deputado José Hamilton 
O Estado, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult) e Ouvidoria Geral, informou nesta quinta-feira (06) que irá revitalizar o Porto das Barcas, em Parnaíba.

O projeto de reestruturação foi aprovado, nesta quinta-feira (06), durante reunião do governador Wellington Dias com o secretário de Estado da Cultura, Fábio Novo; a ouvidora-geral do Estado, Soraya Castelo Branco, e o deputado estadual José Hamilton.

O projeto inclui a reforma das lojas e de todo o sítio arquitetônico que compõe o Complexo Porto das Barcas. As obras serão realizadas com recursos que o governador pleteia junto à Caixa Econômica Federal. Os investimentos serão na ordem de R$ 7,5 milhões.

Marta Suplicy e Silvio Leite no dia da assinatura da Ordem
de Serviço para obra do Porto das Barcas.
Esperamos que esta não seja mais uma das muitas obras prometidas para Parnaíba, mas que nunca saem do papel. A revitalização do Complexo Porto das Barcas já foi prometida inúmeras vezes, inclusive até pela então ministra do turismo, Marta Suplicy, quando esteve em Parnaíba no dia 8 de abril de 2008. Naquela data, ao lado do secretario de turismo, Silvio Leite, ela fez mais, assinou Ordens de Serviço para contratação do Projeto de Recuperação e Revitalização do Complexo Arquitetônico Porto das Barcas em Parnaíba, mas até hoje tal obra não saiu do papel.

A revitalização fazia parte de um pacote de obras conveniadas entre os governos federal que tinha como presidente Lula da Silva, estadual que tinha como Governador Wellington Dias e a Prefeitura de Parnaíba comandada pelo prefeito Zé Hamilton. A obra se subdividiria em duas, o Projeto Arquitetônico e Urbanístico e Projeto Museologico e Museografico (Museu do Mar) e a empresa vencedora na época foi a Achtus de Fortaleza que deveria iniciar de imediato.

Por José Wilson| Edição Jornal da Parnaíba

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Anuncio google