07/01/2023

Pai de santo preso suspeito de estupro no PI chegou a ameaçar vítimas de morte: 'relatos assustadores', diz delegado

Segundo o delegado, ao ser questionado dos atos, o suspeito afirmou não lembrar de nada "porque estava com entidades em seu corpo". Até agora, quatro vítimas foram identificadas, sendo uma de menor.

Delegado Felipe Andrade — Foto: Isabela Leal / G1 Piauí

A Polícia Polícia do Piauí (PC-PI) continua investigação que apura o caso do pai de santo preso suspeito de estuprar mulheres que procuravam ajuda espiritual em Elesbão Veloso, 163 km ao Sul de Teresina. Durante coletiva de imprensa na manhã desta sexta-feira (6) na Delegacia Geral da PC-PI, o delegado Felipe Andrade disse que os relatos das vítimas eram assustadores.

"Elas procuravam o pai de santo em busca de curas espirituais e físicas e para chegar a isso, as mulheres tinham que se submeter ao ato sexual. Estavam em situação de vulnerabilidade e ele sabia disso", relatou o delegado.

Segundo Felipe Andrade, ao ser questionado dos atos, o pai de santo afirmou não lembrar de nada, porque "entidades estavam no seu corpo".

O delegado contou ainda que as mulheres e seus familiares eram ameaçados de morte. Até o momento, três vítimas denunciaram os crimes. Uma adolescente de 15 anos também teria sido vítima do homem, mas não prestou queixa porque estaria, segundo a família, "apaixonada" pelo suspeito.

A polícia acredita que mais denúncias apareçam em breve. As investigações apontam que o pai de santo atendia as vítimas em horários diferentes do horário habitual de funcionamento do terreiro que ele liderava. “Ele atendia em casa, no terreiro e de acordo com relatos, até em matagal”, contou Felipe Andrade.

O movimento Terreiro de Teresina se pronunciou através de nota de repúdio e afirmou que "não existe nenhum rito, nenhuma manifestação que exija o toque em partes íntimas em Homens, Mulheres, Crianças ou Idosos e tampouco relação sexual com fins de cura, seja física ou espiritual" dentro dos templos. Leia o comunicado abaixo:

NOTA DE REPÚDIO
O Movimento de Terreiro do Piauí vem a público de maneira firme manifestar repúdio total a um falso sacerdote preso em Elesbão Veloso por assédio, importunação sexual e abuso praticados contra mulheres daquele município sob justificativa de que isso seria parte de processo de cura espiritual.

O Movimento de Terreiro do Piauí aproveita a oportunidade para esclarecer a toda sociedade piauiense que não existe nenhum rito, nenhuma manifestação que exija o toque em partes íntimas em Homens, Mulheres, Crianças ou Idosos e tampouco relação sexual com fins de cura, seja física ou espiritual dentro da espiritualidade dos nossos templos. Desta forma, qualquer tipo de chantagem ou ameaça que exija este tipo de ato deve ser denunciada aos órgãos competentes de segurança.

Jamais, em hipótese alguma, nenhum Ser de Luz, nenhuma Entidade, nenhum Encantado ou Orixá permitiria esse tipo de conduta, seja por parte dos pais e mães de santo, como por parte do corpo mediúnico dos terreiros. O abuso sexual é combatido diariamente por todos os segmentos sociais. Portanto, o Movimento de Terreiro do Piauí faz votos para que o preso responda criminalmente pelos atos cometidos em face das vítimas.

O Movimento de Terreiro do Piauí tem por premissa o combate à Intolerância Religiosa, a prática da Caridade, do bem estar social, rogando pela paz, união e relacionamentos cordiais entre os adeptos e simpatizantes as Religiões de Matriz Afro e demais correntes espirituais.

Teresina (PI), 06 de janeiro de 2023

Fonte: Portal G1 PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing