30/12/2022

Prefeitura de Parnaíba encerra ação Dezembro Vermelho com mais de 3.500 exames realizados em 2022


A prefeitura de Parnaíba, através do CTA/SAE – Centro de Testagem e Aconselhamento e do Serviço de Atendimento Especial, encerra nesta semana a campanha Dezembro Vermelho, alusiva à mobilização nacional na luta contra o vírus HIV, a Aids e outras IST (infecções sexualmente transmissíveis), chamando a atenção para a prevenção, a assistência e a proteção dos direitos das pessoas infectadas com o HIV.


Desde o início de 2022 a prefeitura de Parnaíba já realizou 3.500 exames para detecção das doenças, sendo 1.050 destas através das chamadas campanhas “extra-muro” onde a equipe realiza ações fora do prédio e, 2.450 na sede do CTA/SAE, localizado à rua Passajarina, nº 247, bairro Boa Esperança.

Os exames realizados podem detectar doenças como: HIV, sífilis, hepatite B e hepatite C. Todos realizados com total sigilo na entrega dos resultados.


A coordenadora do Centro de Testagem e Aconselhamento, Márcia Carneiro, destacou a importância da campanha, que contou com apoio de outras secretarias municipais, dentre elas a de Desenvolvimento Social e Cidadania e, de Infraestrutura.


“Ampliamos as testagens, e, vamos encerrar com mais de 3.500 testes realizados desde o começo de 2022. Observamos que mais da metade das pessoas que nos procuram para realizar o teste, admitem que não fazem uso do preservativo, onde foi observado que a maioria destes que admitem não usar, são jovens. Por isso a importância de campanhas como o Dezembro Vermelho, onde podemos ampliar o alcance da informação a este público sobre as DSTs, vacinação e profilaxias contra a exposição destas doenças.” Destacou a coordenadora.


Márcia destaca, que a profilaxia deve ser administrada em até 72 horas após a exposição, ou ato sexual sem proteção. Os medicamentos utilizados são fornecidos gratuitamente pela rede municipal de Saúde e o tratamento dura 28 dias.


Durante todo o ano de 2022, foram diagnosticados 93 novos casos de HIV, 450 de sífilis, 3 de hepatite B. O Centro atente atualmente cerca de 850 pacientes, com medicamentos e acompanhamento social.

“Antes estes pacientes recebiam medicação e tratamento em Teresina. Seguindo uma determinação do prefeito Mão Santa todas as medicações e acompanhamentos são realizados aqui mesmo em nosso Centro”, continuou a coordenadora.


“Temos que agradecer muito aos nossos gestores, porque só foi possível termos hoje uma ampliação do prédio, através da então secretária de Infraestrutura, Gracinha Mão Santa, que projetou e autorizou toda essa ampliação, e é de suma importância, porque a partir do momento que este projeto saiu do papel, nós pudemos oferecer um serviço melhor a comunidade. Antes havia cruzamento no fluxo de usuários e pacientes, atualmente isso não ocorre mais, pois agora há uma sala a parte para coleta e o corredor fica livre apenas para os usuários”. Afirmou a enfermeira e coordenadora do CTA/SAE.

SupCom - PMP
Texto/fotos: Bruno Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing