15/12/2022

Nova Carteira de Identidade será emitida a partir de terça (20), no Piauí

O novo modelo do documento, inicialmente emitida em Teresina, será único e nacional e passa a ser solicitado somente em casos de primeira via.


A nova Carteira de Identidade Nacional (CIN), que passaria a ser emitida nesta quinta-feira (15), teve prazo alterado para a próxima terça-feira (20), no Piauí. Ao Meionorte.com, o diretor do Instituto de Identificação, Juarez Gonçalvez, disse que o adiamento se deu por uma intercorrência na integração entre os sistemas da Segurança Pública e do Governo Federal.

“A emissão da Carteira de Identidade Nacional (CIN) é integrada entre nosso sistema com a plataforma gov.br e o sistema da Receita Federal, aos quais houve a intercorrência. Esse impasse demanda um pouco de tempo, por isso o prazo foi adiado para a próxima terça-feira”, explicou o diretor.

Nova Carteira de Identidade Nacional passa a ser emitida na próxima terça-feira (20) (Foto: Divulgação)A nova carteira de identidade, inicialmente emitida em Teresina, vai passar a ser solicitada somente em casos de primeira via do documento. Os cidadãos que solicitarem a segunda via ainda irão receber o modelo vigente da identidade. Nas próximas semanas os postos do interior do estado tendem a iniciar também a emissão do novo modelo.

“Observamos a situação de estoque das cédulas do modelo atual da carteira de identidade. Não vamos fazer aquisição da mesma e serão utilizadas para os cidadãos que solicitarem a segunda via. Ao final, vamos passar a emitir os novos modelos do documento para ambas as vias”, relatou Juarez Guimarães.

Com a identidade atual valendo até 2032, o novo CIN tem o objetivo de reduzir as burocracias existentes, tornando o documento único e nacional devido a integração dos órgãos. A mesma diminuirá as dificuldades de acesso às bases de dados, prevendo mais segurança e evitando os riscos de fraudes.

Novidades na nova Carteira de Identidade Nacional (CIN):
A Carteira de identidade Nacional possui sua versão física e digital, ambas com o mesmo layout e segurança, podendo ser consultado a autenticidade por meio de QR Code. Feito em papel ou policarbonato, o documento físico abrange a população sem acesso à internet. A versão digital, emitida por meio do aplicativo Gov.br, somente pode ser realizado após a emissão da carteira física.

O uso do CIN permite a inserção da carteira de estudante pela leitura do QR Code presente no documento. Outra novidade entende a identidade seguindo padrões internacionais e incluindo o código MRZ, utilizado nos passaportes, possibilitando a entrada dos cidadãos nos países do Mercosul sem grandes exigências.

Fonte: Portal Meio Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing