18/11/2022

Mais um caso de feminicído será julgado no Piauí



Mais um caso de feminicídio ocorrido em Barras irá a julgamento. Será o de Carlos Santos Soares de Paula que matou Bruna Roberta de Souza da Silva em 2014, No bairro Pequizeiro, em Barras. Com informações do Longah.

O julgamento será na próxima quarta-feira, dia 23 de novembro , no auditório professora Deuselina Alencar localizado na secretaria de educação de Barras Piauí. A família convida todos os barrenses que se comoveram com o caso a acompanhar o júri popular. O Ministério Público denunciou Carlos de Paula por homicídio qualificado e fraude processual.

O acusado só foi preso cinco anos depois. A promotoria acusa o réu de ter assassinado Bruna Roberta por motivo fútil, ter dificultado a defesa da vítima, ter cometido o crime contra a própria companheira e ter tentado induzir a perícia criminal a erro alterando a cena do crime.

Na madrugada do dia 25 de agosto de 2014, em Barras, Bruna Roberta Sousa da Silva foi morta dentro da própria casa, onde vivia com o acusado. A vítima foi ferida com três golpes de faca no tórax.

Segundo a investigação policial, no dia anterior ao crime, o casal voltava de uma viagem e no trajeto, dentro de um ônibus, Carlos de Paula ameaçou a companheira.

“O acusado, por motivo de ciúmes, disse ‘quando chegar em Barras vou te matar’ e dirigindo-se a vítima disse ‘você vai ver uma coisa’.”, cita a decisão. Ainda de acordo com a decisão, depois de cometer o crime, o acusado lavou o local para fazer sumir as manchas de sangue espalhadas pelos cômodos da casa.

Após o crime, Carlos de Paula deixou a cidade e só foi encontrado e preso anos depois devido a uma denúncia anônima.

Via Portal 180

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing