11/10/2022

Advogado é investigado por golpes na internet; prejuízo chega a R$ 500 mil, no Piauí

Foto: Arquivo/Cidadeverde.com

Um advogado, que não teve o nome revelado, foi denunciado por enganar clientes e aplicar golpes na internet. Pelo menos menos dez vítimas já registraram boletins de ocorrência no 12° Distrito Policial (12° DP) de Teresina, relatando terem feito o pagamento antecipado pela compra de celulares que nunca foram entregues pelo suposto empresário.

“É um advogado que vende celulares pelas redes sociais. Ele cobra o valor à vista e no prazo de 30 dias ele entrega o objeto, só que ele não está fazendo a entrega de nenhum produto. Já tem várias vítimas e uma advogada nos procurou e afirmou que tem 30 clientes dela que são vítimas desse advogado”, pontuou o delegado Ademar Canabrava, do 12º DP.

Entre as vítimas está um servidor público, que prefere não se identificar. Ele diz ter pago R$ 6,5 mil antecipadamente por um celular que daria de presente para a esposa. “Paguei à vista, fiz a transferência por pix para uma conta indicada por ele e até hoje não recebi o produto. A previsão era 30 dias, mas ele foi sempre adiando e nunca recebi”, denunciou.

Outras queixas
Essa não é a primeira vez que o 12° DP recebe queixas contra o advogado. Antes das ocorrências relacionadas ao suposto estelionato com a venda de celulares nas redes sociais, ele esteve no órgão para realizar um acordo verbal de R$ 90 mil pelo não pagamento de uma dívida.

Nesta segunda-feira (10) uma outra vítima compareceu a delegacia denunciando o advogado pela transferência ilegal de um carro de luxo junto ao Departamento de Trânsito do Piauí (Detran-PI). O suspeito teria comprado o veículo por R$ 205 mil, pago R$ 30 como sinal e repassado a uma terceira pessoa sem quitar a negociação.

“O real proprietário do veículo disse que não assinou o recebido e ele conseguiu junto ao Detran-PI fazer a transferência. Estamos instaurando o inquérito, pedindo informações ao Detran-PI e solicitando a busca e a apreensão do veículo. O rombo dele em relação às vítimas da em valores altíssimos, acho que em torno de R$ 500 mil. Estamos juntando os boletins de ocorrências, vamos o indiciar e solicitar a prisão preventiva dele”, finalizou Canabrava.


Breno Moreno (Com informações de Tiago Melo)
redacao@cidadeverde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing