30/09/2022

Idoso que matou nora que o denunciou por estupro de neta é condenado no PI

Anteriormente, o réu já havia sido condenado a 20 anos de reclusão por estupro. A sentença do feminicídio e do homicídio foi de mais de 29 anos de prisão.

PI: Idoso é condenado por matar nora que o denunciou por estupro de neta (Foto: Reprodução)

O juízo da Comarca de Caracol, município do Sul do Piauí, sentenciou Lourival Pereira Nóbrega à pena de 29 anos e 3 meses de reclusão pelo crime de feminicídio contra a própria nora, Fernanda de Sousa Silva, de 34 anos e pelo homicídio de Diomar Pereira da Silva, de 65. A condenação foi proferida pelo juiz de Direito do Tribunal do Júri da Comarca, Robledo Moraes Peres de Almeida.

Os crimes aconteceram em novembro de 2020, em Caraíbas, zona rural do município de Caracol. O réu assassinou a sua nora após ela ter denunciado o infrator pelo estupro de sua neta, filha da vítima, à polícia. Na ocasião, portando um revólver, o sentenciado também assassinou o idoso de 65 anos, que estava na residência.

Anteriormente, o réu já havia sido condenado a 20 anos de reclusão pelo crime de estupro, sentença que foi mantida pelo Tribunal de Justiça do Piauí no Recurso de Apelação pedido pela defesa do réu.

Segundo o processo, Lourival Pereira foi condenado pela prática de estupros contra a própria neta, por mais de um ano, sob constantes ameaças de homicídio e obrigando-a a tomar pílulas para não engravidar. Somadas às duas sentenças, o réu foi condenado a uma pena total de 49 anos e três meses de prisão.

Relembre o caso
Lourival Pereira Nóbrega, na época com 73 anos, foi preso após matar a tiros sua própria nora, Fernanda de Sousa Silva, de 34 anos e idoso Diomar da Silva. Os assassinatos aconteceram dentro de uma residência na noite do dia 3 de novembro de 2020, na cidade de Caracol, no Sul do Piauí.

De acordo com informações da Delegacia de São Raimundo Nonato, através da delegada Cintia Verena, a motivação dos crimes teriam sido uma denúncia contra o mesmo por estupro de vulnerável, onde ele teria cometido o crime contra a própria neta, de 15 anos de idade, filha de Fernanda de Sousa. O caso foi levado pela mãe da menina ao Conselho Tutelar.

Fernanda de Sousa faleceu no dia seguinte após não resistir aos ferimentos. Já o idoso, morreu ainda na mesma noite. O acusado foi preso pela Polícia Militar de Caracol logo após o crime.

Fonte: Portal Meio Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing