31/08/2022

PI: corpos de irmãs que se afogaram no Rio Parnaíba, são liberados do IML e sepultados

O velório das irmãs Eduarda Kemylly e Ana Ketlelly não irá ocorrer devido ao estado de decomposição dos corpos. O sepultamento aconteceu no Cemitério Municipal de Nazária.

Ana Ketlelly, de 11 anos, e Eduarda Kemylly, de 9 anos, morreram afogadas no Rio Parnaíba — Foto: Arquivo Pessoal/Raidon Viveiros

Os corpos das irmãs Eduarda Kemylly, de 9 anos, e Ana Ketlelly, de 11, foram liberados do Instituto de Medicina Legal (IML) nesta terça-feira (30), e foram sepultados no Cemitério Municipal de Nazária.

Os corpos de Eduarda e Ana Ketlelly foram encontrados às margens do Rio Parnaíba, na Zona Rural da Teresina. Elas são umas das cinco vítimas do afogamento ocorrido no domingo (28) em Nazária, município a 30 km da capital piauiense.

De acordo com a família das irmãs, o velório delas não vai acontecer devido ao estado de decomposição dos corpos.

"É um momento de dor para a nossa família. Pelo menos conseguiremos enterrar as crianças, mas todos ainda estão muito abalados", declarou o tio das vítimas, Raidon Viveiros.

Corpos de irmãs que se afogaram no Rio Parnaíba são liberados do IML e sepultados — Foto: Simplício Júnior /TV Clube

Ao todo, no domingo (28), cinco crianças e adolescentes desapareceram no rio. Na segunda-feira (29), os corpos de José da Cruz Alves, de 16 anos, Vitória Emanuelle, de 13, e Marcos Vinicius Sales Santos, de 8 anos, foram encontrados.

Na manhã desta terça-feira (30), os corpos das irmãs Eduarda Kemylly da Conceição Silva, de 9 anos, e Ana Ketlelly da Conceição Silva, de 11, foram achados a cerca de 8 km do local do afogamento.

Em nota, a Prefeitura Municipal de Nazária decretou luto oficial no município, prestou apoio e solidariedade. O órgão também informou que as famílias das crianças e adolescentes receberam assistência da prefeitura.

Primeira vez banhando no rio
Os adolescentes e crianças que morreram afogadas estavam no lugar onde tudo aconteceu pela primeira vez, segundo Raidon Viveiros, tio e primo das vítimas. O local é um banco de areia, conhecido como coroa, que se forma em períodos de diminuição do nível de água e devido ao assoreamento.

O prefeito da Nazária, Osvaldo Bonfim, informou que nesse período do ano é comum a formação dessas coroas no trecho do rio localizado na zona urbana da cidade e que é habitual que parte da população use esses locais no fim de semana, para banhar e se divertirem.

Crianças e adolescentes desapareceram no rio Parnaíba, em Nazária, no Piauí — Foto: Reprodução/TV Clube

Raidon contou que foi a primeira vez que a família foi ao local foi no domingo (28), quando tudo aconteceu. "Nós somos todos de Nazária, mas eles nunca tinham ido. Só que, devido ao calor e para as crianças brincarem na margem, as mães levaram", disse.

"Em determinado momento o Marcos Vinicius, que estava brincando no raso, começou a pedir socorro e eles começaram a entrar um a um, as mães entraram e também engoliram água, conseguiram sair, mas, infelizmente, perdemos eles cinco", completou.

Em um primeiro momento, oito pessoas estavam na água, mas três delas conseguiram sair com vida. Um adolescente teve ajuda de um pescador, que estava em uma canoa, e uma jovem foi retirada com auxílio de uma tarrafa de pesca.

Área imprópria para banho
A área onde as crianças e adolescentes desapareceram não é indicada para banho, afirmou o Corpo de Bombeiros Militar do Piauí (CBM-PI). O grupo estavam em um banco de areia, mais conhecido como “coroa”.

De acordo com o tenente do CBM-PI Francisco Valter, que coordena as buscas, a correnteza do rio na área é forte e há muitos buracos. "É uma área imprópria, principalmente para crianças. Encontramos buracos de até 6 metros de profundidade, principalmente no entorno da coroa onde eles estavam", disse.

Luto na cidade
Confira na íntegra a nota oficial publicada pela prefeitura da cidade nas redes sociais lamentando a tragédia:

É com imenso pesar que a Prefeitura Municipal de Nazária divulga os últimos nomes e os locias do sepultamento das crianças da tragédia que ocorreu neste domingo, 28.

Eduarda Kemylly da Conceição Silva, de 9 anos. Ana Ketlelly da Conceição Silva, de 11 anos.

O sepultamento ocorrerá nesta terça-feira, 30, no Cemitério Municipal de Nazária, às 17h.

Todas as vítimas fatais da tragédia foram localizadas e as famílias receberam assistência da Prefeitura Municipal de Nazária. Prestamos total apoio e solidariedade neste momento de dor para as famílias e todos os nazarienses.

Fonte: Portal G1 PI
*Estagiária sob supervisão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Translate

Anuncio google

Racing