21/07/2022

Polícia Civil prende acusados de participar da morte do advogado Siqueira


O Grupo de Repressão ao Crime Organizado (GRECO ), em parceria com a Polícia Civil de Peritoró e Delegacia de Luís Correia, prendeu nesta quarta-feira (20), dois indivíduos identificados como Fabio Roberto Ruiz e Erasmo de Morais Furtado, acusados de participar do assassinato do advogado Raimundo José Costa Siqueira , 41 anos, em abril deste ano, no litoral do Piauí.

Conforme informações repassadas pelo delegado Tales Gomes, coordenador do Greco, os dois mandados de prisão temporária foram expedidos pela Vara Única de Luís Correia e cumpridos no município de Peritoró, no estado do Maranhão.

Ainda segundo o Greco, Erasmo de Morais Furtado é ex-policial militar e inclusive já havia sido preso pelo Greco em 2019, no âmbito da Operação Dictum.

As investigações sobre o assassinato do advogado Raimundo José Costa Siqueira são presididas pelos delegados Péricles Lima, da Força Integrada de Segurança Pública do Estado do Piauí e pelo delegado Aldely Fontenele, da Delegacia Regional de Luís Correia.

Em abril deste ano, o delegado Aldely Fontenele ouviu uma das principais testemunhas do inquérito, o cabo da Polícia Militar Anderson Lustosa de Castro , que estava com o advogado no momento da suposta emboscada sofrida por Siqueira. Ele assinou uma delação premiada e declinou pontos importantes, até então, obscuros nas investigações, especialmente, no que diz respeito ao contrabando de cigarros.

Motivação do Crime

Não satisfeitos com a primeira versão apresentada pelo cabo da PM, que escapou praticamente ileso da emboscada armada contra o advogado Raimundo José Costa Siqueira, os investigadores fizeram um breve levantamento financeiro do cabo da Polícia Militar e verificaram uma movimentação atípica, que ultrapassa mais de R$ 20 mil mensais do praça.

Aos poucos, a Polícia Civil avança nas investigações que apontam para participações de mais pessoas, formando uma verdadeira organização criminosa voltada para o contrabando de cigarros no litoral do Piauí.

Corpo do advogado foi encontrado em praia no Maranhão

Equipes da Capitania dos Portos do Brasil e do Corpo de Bombeiros encontram o corpo do advogado Raimundo José Costa Siqueira no dia 23 de abril em avançado estado de putrefação, na praia de Humberto de Campos, no estado do Maranhão.

O advogado Raimundo Siqueira estava desaparecido desde o dia 6 de abril deste ano, quando estava com um cabo da Polícia Militar. Ambos foram abordados por volta de 20h, por criminosos armados com fuzis, que os obrigaram a descer do carro e teriam efetuado pelo menos cinco disparos de arma de fogo contra o advogado e um tiro na perna do policial, que conseguiu se esconder em um matagal e pedir socorro.

O cabo da Polícia Militar do Piauí, que foi identificado como Anderson Lustosa de Castro, fez uma delação premiada e declinou o que aconteceu na noite de 6 de abril. Após o crime, o advogado desapareceu e seu veículo, de modelo S10, foi encontrado no dia 7 de abril carbonizado na cidade de Chaval, no estado do Ceará.

Fonte: GP1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Translate

Anuncio google

Racing