02/07/2022

Empresário é preso suspeito de vender aparelhos eletrônicos furtados da Equatorial

Foto: PC

A Polícia Civil do Piauí prendeu, na manhã desta sexta-feira (1), um empresário suspeito de ser o receptador de aparelhos eletrônicos furtados da Equatorial Energia. A prisão, realizada pela Delegacia Estadual de Capturas (Decap), aconteceu no Residencial Betinho, no bairro Angelim, zona Sul de Teresina.

Um funcionário terceirizado da empresa é o suspeito de furtar mais de 40 aparelhos eletrônicos da concessionária de energia. Entre os produtos, celulares, notebooks e tablets.

O empresário foi autuado na Central de Flagrantes e deve responder pelos crimes de receptação qualificada e posse irregular de arma de fogo. Durante as buscas foram recuperados 4 celulares, 2 tablets e apreendidas duas armas de fogo municiadas e sem registro.

“Nós recebemos a informação de um servidor da Equatorial de que mais de 40 aparelhos eletrônicos haviam sido subtraídos da empresa. Identificamos quem era e, depois de descoberto, ele resolveu colaborar e indicou as pessoas as quais ele tinha vendido esse material”, afirma o delegado Eduardo Aquino, coordenador da Decap.

Segundo o delegado, o servidor tinha entrado recentemente no emprego e levou pouco mais de um mês para fazer os furtos.

“Em 45 dias de emprego eles fez todos esses furtos. Era recente, prestador de serviço, viu a facilidade e saiu rotineiramente furtando e vendendo”, destaca o delegado.

A prisão do receptador aconteceu por volta das 11h. O suspeito revelou para a polícia que vendeu alguns aparelhos para pessoas próximas e chegou a presentear a namorada.

“Ao fazer a busca nós encontramos de cara com ele um dos celulares da empresa. Ele afirmou lá que havia repassado parte do material para familiares. Disse que vendeu para uma irmã, outro para vizinha, deu um para namorada e fomos conseguindo recolher alguns desses objetos”, afirmou o coordenador.

Vendas pelas internet
Alguns dos aparelhos chegaram a ser comercializados pela internet, através das redes sociais e sites de classificados.

“Ele se valia das redes sociais para vender e outros eram para pessoas próximas. Recuperamos parte do material roubado e achamos dois revólveres, indício de que ele pudesse estar fazendo assaltos também”, relata.

Devolução
O delegado alerta às pessoas que compraram algum aparelho do suspeito, no Angelim, que procure a Decap para a devolução.

“A gente orienta as pessoas de boa-fé que tiverem adquirido que faça a devolução na Decap. Já identificamos outras pessoas e elas já se prontificaram a entregar”, finalizou.

A Decap fica localizada na Avenida Campos Sales, ao lado da Corregedoria, Centro de Teresina.

Hérlon Moraes
redacao@cidadeverde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing