26/07/2022

BR-343: boletim da PRF aponta que caminhonete causou acidente que matou dois em carro de luxo

Foto: Corpo de Bombeiros

O Boletim de Acidente de Trânsito (BAT) emitido pela Polícia Rodoviária Federal no Piauí (PRF-PI), no qual o Cidadeverde.com teve acesso, apontou que a caminhonete foi responsável pelo acidente que matou Danilo Nogueira Portela e Carlos Daniel Morais dos Santos, e deixou uma pessoa ferida no dia 25 de junho deste ano, na BR-343, em Teresina.

O documento foi divulgado no último final de semana para a família das vítimas. O acidente aconteceu na BR 343 nas proximidades do Parque de Exposições, em Teresina. Segundo o Boletim de Acidente de Trânsito da PRF, o acidente aconteceu quando o condutor foi realizar uma mudança de faixa no trecho que é duplicado.

De acordo com o boletim, a caminhonete estava no sentido Altos/Teresina, enquanto o veículo de Danilo também estava no mesmo sentido, só que na faixa ao lado (na esquerda). O acidente aconteceu após a caminhonete realizar uma manobra para mudança de faixa, saindo do lado direito para o esquerdo, momento em que ocorreu uma colisão lateral entre os dois veículos.

Um dos pneus da caminhonete acabou sendo danificado, bem como a lateral esquerda, em sequência o carro seguiu em linha reta na faixa da esquerda até colidir novamente com o veículo de luxo.

Foto: Reprodução/Laudo PRF

Já o outro carro, após a caminhonete colidir lateralmente, o motorista perdeu o controle, seguiu em trajetória no leito carroçável até colidir a lateral esquerda no poste de energia, o que fez o veículo rodar e depois voltar para a pista onde ocorreu a segunda colisão com a caminhonete.

“Conforme constatações em levantamento de local de acidente, concluiu-se que o fator principal do acidente foi a mudança de faixa da direita para esquerda de V2 [Amarok], interceptando a trajetória de V1 [Audi], que não apresentou a reação materializada no pavimento (frenagem) antes da colisão lateral, conforme orientação de danos nos veículos e marca de fricção no centro da faixa esquerda provocada pelo veículo V2, tendo como fator agravante das lesões nas vítimas o objeto estático (poste com manilha de proteção) na fixa de domínio adjacente”, informou o BAT.

Segundo a PRF, após o acidente, o motorista da caminhonete não foi encontrado no local, por isso não foi possível realizar o teste com o etilômetro para saber se ele estava alcoolizado. Ele acabou se apresentando depois, onde foi confeccionado termo de declaração de envolvimento em acidente, onde alegou que estava na sua faixa quando sentiu a pancada lateral no seu carro. Disse que saiu do local do acidente porque estava se sentido mal e foi levado ao médico.


Com a elaboração do Boletim de Acidente de Trânsito, o caso passa a ser de responsabilidade da Polícia Civil, que deve ficar responsável pelo inquérito.

Bárbara Rodrigues
redacao@cidadeverde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Translate

Anuncio google

Racing