25/04/2022

PI: polícia prende acusado de atirar na cabeça de jovem em bar

De acordo com o comandante, após o crime o acusado ainda arrombou o apartamento da vítima e roubou uma televisão.

Imagem ilustrativa 

Policiais militares do 17º Batalhão realizaram a prisão do homem identificado apenas como Ronielson, suspeito de ter atirado no jovem Micael Fernandes Aquino, de 21 anos, na tarde do último sábado, 23 de abril, no Residencial Torquato Neto, na zona Sul de Teresina.

De acordo com o comandante, após o crime o acusado ainda arrombou o apartamento da vítima e roubou uma televisão. “A gente já tinha passado no bar pela manhã e realizamos umas abordagens nos elementos que estavam bebendo lá na maior amizade. Logo depois teve um desentendimento entre eles e o Ronielson, que é o ‘faz tudo’, o serviços gerais do traficante conhecido como magoo, que logo logo também vamos botar a mão nele”, declarou.

Policiais militares do 17º Batalhão realizaram a prisão do acusado - Foto: Reprodução/Bom Dia Meio Norte

“Ele e mais outro agrediram o Micael, o rapaz conseguiu se soltar, saiu correndo e eles saíram atrás, onde mais na frente conseguiram efetuar o disparo na cabeça do rapaz. Não resta dúvida que foi ele, até porque várias testemunhas já fizeram o reconhecimento e confirmaram que foi ele em depoimento”, disse o PM.

Ainda segundo a Polícia Militar, após o crime Ronielson ainda invadiu o apartamento de Micael e roubou uma televisão. “Não só a esposa do Micael, como toda a população da quadra V, se alguém lá abre a boca para dizer alguma coisa o Ronielson é um dos principais que pega a população de ripa. Ele inclusive após ter baleado o rapaz, entrou na casa dele, trocou a fechadura e roubou a televisão, onde nós conseguimos recuperar junto com a prisão dele”, afirmou.

“Segundo o depoimento de populares eles querem ficar tomando conta da área, eles estão botando os moradores para saíram dos apartamentos para assumirem os locais e fazer de boca de fumo, vários apartamentos na região são usados pelo tráfico”, pontuou.


O suspeito preso nega participação no crime. “Eu não atirei em ninguém não, estou na dependência do crack me pegaram sem eu ter nada a ver. A esposa dele está de prova, a família dele está de prova, eu ajudava eles lá em relação a despesa de comida, eu sou trabalhador, eu uso minha droga, mas eu trabalho, não foi eu que atirei, não tinha problema com ele nem com a esposa dele, a gente se conhecia , estou aproveitando da minha situação que eu estava bebendo lá, eu sou usuário, sou dependente químico, queria até uma ajuda para me colocarem em uma clínica de reabilitação, estou precisando muito”, disse.

Fonte: Portal Meio Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Translate

Anuncio google

Racing