26/03/2022

Justiça declara ilegal greve dos professores de Parnaíba e determina retorno imediato das atividades

O descumprimento da ordem judicial pode acarretar uma multa diária de até R$ 50 mil ao sindicato.


Imagem: Tribuna de Parnaíba

O desembargador Francisco Antônio Paes Landim Filho, do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI), declarou a ilegalidade da greve dos professores da rede municipal de Parnaíba, Litoral do estado. Na decisão, desta sexta-feira (25), também determinou o retorno imediato das atividades de docência no porcentual mínimo de 70%.

O descumprimento da ordem judicial pode acarretar uma multa diária de até R$ 50 mil ao sindicato. Na decisão, o desembargador destacou que "a atividade de educação é essencial sendo o movimento grevista ilegal (...) colocando em risco o ano letivo".

Os professores municipais iniciaram a greve no dia 22 de março após rejeitarem a proposta da Prefeitura de Parnaíba de aumento de 12%. A categoria reivindica reajuste de 34,24%.

Recentemente, a Prefeitura de Parnaíba encaminhou para a Câmara Municipal um projeto de lei em que estabelece um reajuste salarial que pode chegar a faixa de 23%, índice superior ao percentual que foi concedido aos professores pelo Governo do Estado do Piauí, de 14%.


Fonte: G1 PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Translate

Anuncio google

Racing