23/06/2021

Em sessão da Câmara Municipal, vereador Daniel Jackson debate com outros vereadores sobre a enfermidade fibromialgia



Na sessão da última quarta-feira (16), o vereador Daniel Jackson juntamente com outros vereadores, debateram a respeito da enfermidade fibromialgia. Na oportunidade, as professoras Francileuda Lopes da Costa e Priscila de Oliveira Lopes participaram do uso da Tribuna Livre online para explicarem aos parlamentares sobre a enfermidade.

Francileuda explicou que a fibromialgia é uma patologia que não há cura, obrigando o enfermo aprender a conviver com a doença por toda a vida e que ainda causa perda parcial da memória e, além das dores constantes, surgem alguns hematomas que se espalham pelo corpo inteiro, ocasionando em estado febril, dor de cabeça e insônia constante.

Por sua vez, a educadora Priscila afirmou que fibromialgia é sinônimo de dor e não existe nenhuma legislação específica para os servidores portadores dessa enfermidade. Foi então que as professoras resolveram procurar o Poder Legislativo para debater a pauta, pois com a carga horária de 40 horas semanais, elas não possuem tempo suficiente para realizar o tratamento.

Na oportunidade, o vereador Daniel Jackson mencionou a Lei 3.198/2017, de 25 de Agosto de 2017, de autoria do mesmo, onde foi reduzido em 50% a carga horária dos servidores públicos que tenham filhos com deficiência, e concluiu dizendo que iria reunir a Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final (CLJRF), presidida pelo vereador Daniel Jackson, e a Comissão de Saúde e Promoção Social (CSPS), para discutir a melhor forma de estar incluindo os portadores de fibromialgia nessa redução de carga horária.

Veja a fala do vereador:


AsCom

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Translate

Anuncio google

Racing