31/05/2021

Justiça concede prisão domiciliar para digital influencer presa por liderar assalto a empresário no Piauí

Roani da Silva Sampaio é acusada de liderar e planejar um assalto à casa do empresário Abel Paes Landim no dia 12 de fevereiro deste ano.


O Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI) concedeu, por unanimidade, habeas corpus para a digital influencer Roani da Silva Sampaio, acusada de liderar e planejar um assalto à casa do empresário Abel Paes Landim no dia 12 de fevereiro deste ano. A prisão preventiva foi convertida por domiciliar, mediante condições a serem definidas pelo juízo da 3ª Vara Criminal da Comarca de Teresina.

A defesa de Roani Sampaio alegou que ela é lactante, mãe de um filho de 1 ano e 5 meses, que é primária, tem bons antecedentes, residência fixa e estudante universitária.


O relator do habeas corpus foi o desembargador Erivan Lopes e a sessão foi realizada na última quarta-feira (26/05), por meio de videoconferência.

Essa foi a terceira vez que a defesa havia feito o pedido e as duas primeiras tentativas foram negadas pelo juiz Lirton Nogueira Santos, da 3ª Vara Criminal da Comarca de Teresina.

ENTENDA O CASO
Roani da Silva Sampaio, de 19 anos, conhecida em São Luís-MA como digital influencer, foi presa em flagrante com seu namorado Francisco Moises Sousa Batista Júnior, no dia 12 de fevereiro. O casal é acusado de participar de um assalto na residência de um empresário teresinense, localizada no bairro Planalto Ininga, zona Leste da capital.

Após a investigação, o Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco) conseguiu elucidar o crime de assalto e tentativa de sequestro do empresário Abel Paes Landim, na zona Leste de Teresina, quando uma quadrilha liderada pela influencer Roani Sampaio, de 19 anos, e seu namorado, Francisco Moises Sousa Batista Júnior, invadiram a residência da vítima.

Raoni Sampaio, seu namorado, Francisco Moises, o empresário Thiago Ruan e o soldado Jean Carlos (Foto: Montagem/ OitoMeia)

De acordo com o coordenador do Greco, Tales Gomes, duas pessoas foram presas nesta operação. “Assumimos a investigação que inicialmente estava com o 12º DP, do delegado Ademar Canabrava. Assim que iniciamos as investigações chegamos aos suspeitos e hoje efetuamos a prisão de duas pessoas, elucidando todo o caso”, disse o delegado.

Além do casal, um soldado da Polícia Militar do Piauí e um empresário do ramo de sucatas foram presos suspeitos de participação no assalto a casa de um empresário. Roani Sampaio, 19 anos, é suspeita de marcar um encontro amoroso com o empresário para que o namorado juntamente com comparsas cometessem o roubo à mão armada.

Foto: Montagem/ OitoMeia

O soldado foi identificado como Jean Carlos Nunes Carneiro Junior e o empresário Thiago Ruan Martins de Sousa.

Segundo a Secretaria de Justiça, Roani Sampaio está presa na Penitenciária Feminina de Teresina, já seu namorado Francisco Moisés está na Cadeia Pública de Altos. O empresário do ramo de sucata Thiago Ruan Martins de Sousa recebeu a tornozeleira de monitoramento em regime semiaberto e o militar no presídio militar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Translate

Anuncio google

Racing