06/10/2020

PI: jovem feito refém relembra assalto a banco: 'medo que tivesse troca de tiros'

Cerca de 10 homens armados rendeu moradores de Miguel Alves durante assalto a caixas eletrônicos. Reféns foram liberados minutos depois, a cerca de 1 quilômetro da agência bancária.

Bandidos fazem reféns e explodem banco em Miguel Alves — Foto: Divulgação/PMPI

Um dos rapazes que foi feito refém por um grupo de bandidos que explodiram terminais de autoatendimento do Banco do Brasil de Miguel Alves nesse domingo (4) relatou os momentos de medo que passou e as agressões que sofreu durante o tempo que esteve sob o poder dos assaltantes.

O rapaz falou ao G1 que ele e um grupo de amigos voltavam para casa, por volta das 3h, quando foram rendidos pelos criminosos. O rapaz, que não quis que seu nome fosse divulgado, estava em uma moto quando foi abordado pelos assaltantes, que estavam armados com fuzis e espingardas.

"Ele mandou descer da moto e me deu um golpe com o cano da arma na minha testa", contou.

Pelo menos oito pessoas foram feitas refém. Segundo a Polícia Militar, os reféns foram levados até a frente da agência bancária, e serviram como escudos para os criminosos.

"Eu tive que tirar a camisa, me ajoelhar. Em seguida, fui levado para onde estavam os outros reféns. Senti muito medo de morrer. Senti medo que a polícia chegasse e tivesse troca de tiro", contou o rapaz.

Um vídeo (assista abaixo) registrou o momento em que os homens fizeram os reféns irem andando até a agência, com as mãos atrás da cabeça. O relógio da câmera de segurança marcava 3h01. Eles fizeram ameaças durante o percurso.

"Eles foram muito agressivos com um guarda noturno, que foi abordado durante uma ronda. Eles bateram muito nele, pois ele estava armado, confundiram ele com um policial", disse.

Os reféns estiveram dominados pelos criminosos por cerca de 1 hora. Depois do roubo, eles foram levados pelos assaltantes em carros e liberados minutos depois, a cerca de 1 km da agência. As vítimas relataram que os bandidos saíram do banco com duas sacolas grandes, que pareciam conter dinheiro.

"Eles usaram dois carros. Durante a fuga eu fui colocado no bagageiro com outro refém, outra pessoa ficou dentro do veículo com os criminosos, e outro amarrado no capô".

Explosões em Miguel Alves
Bandidos armados com fuzis e explosivos arrombaram e explodiram terminais de autoatendimento do Banco do Brasil de Miguel Alves, cidade que fica a 110 km de Teresina, na madrugada deste domingo (4). De acordo com a Polícia Militar, várias pessoas foram feitas reféns e o local permaneceu com explosivos não detonados até a tarde deste domingo, quando foram retirados com segurança.

Segundo o sargento Adalberto Viana, da Polícia Militar o grupo chegou ao banco às 3h15 da madrugada, horário em que o sistema de segurança da agência disparou. Antes disso, usando dois carros roubados, cerca de 10 homens foram até um bar que fica a cerca de 700 metros da agência e fizeram vários moradores refém.

Moradores relataram que os homens fugiram rumo à cidade de União, abandonando os veículos em seguida. Um deles foi encontrado incendiado.

Bandidos rendem vigia e explodem caixas eletrônicos do TRE em Teresina — Foto: Reprodução

Cerca de duas horas depois, crime semelhante aconteceu na capital. Bandidos armados renderam o vigia do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Piauí, localizado no Bairro Cabral, Zona Norte de Teresina, por volta de 5h30. Em seguida, eles explodiram caixas eletrônicos que ficavam no local e fugiram levando dinheiro, a arma do vigia e o colete à prova de balas.

Fonte: Portal G1 PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing