28/10/2020

Homem é preso suspeito de 'estuprar' cadela no Piauí

O homem foi conduzido para a delegacia da cidade e a cadela resgatada por um grupo de protetores de animais. O caso vai ser investigado pela Polícia Civil.

Cadela foi resgatada e está recebendo cuidados, em Piripiri — Foto: Reprodução / Piripiri Repórter

Um homem foi preso suspeito de maus-tratos contra sua cadela de estimação na tarde da terça-feira (27) no bairro Floresta, em Piripiri, a 160 km de Teresina. De acordo com a Polícia Militar do Piauí (PM-PI), o homem foi flagrado por vizinhos praticando "estuprando" o animal.

Segundo o major Jairo Oliveira, comandante do 12º Batalhão da Polícia Militar de Piripiri, testemunhas e membros de um grupo de proteção aos animais da cidade informaram que o homem já possui um histórico de maus-tratos contra a cadela.

"Moradores presenciaram e tentaram impedir que o homem continuasse mantendo um ato sexual com uma cadela, mas ele reagiu à intervenção e ameaçou as pessoas com uma faca. A PM foi chamada e conseguiu contê-lo e encaminhá-lo para uma delegacia", informou.

Homem é preso suspeito de maus tratos a uma cadela em Piripiri — Foto: Reprodução / Portal Piripiri Repórter

O homem foi detido e encaminhado para a Delegacia Regional de Piripiri. Com ele, os policiais também apreenderam um facão, que ele teria usado para ameaçar os moradores.

A cadela foi resgatada por um grupo de protetores de animais da cidade e está recebendo cuidados. Não se sabe ainda o estado de saúde do animal.

O homem deve responder por crime de maus-tratos, se comprovada a autoria, já que o crime de estupro não está previsto para atos contra animais.

Lei prevê pena de até cinco anos por maus-tratos
No fim do mês passado, o presidente Jair Bolsonaro sancionou uma lei que estabelece uma pena de dois a cinco anos de reclusão para quem praticar atos de abuso, maus-tratos ou violência contra cães e gatos.

O texto também prevê multa e proibição da guarda para quem praticar crimes desse tipo contra os animais. Antes, a legislação previa um pena de detenção de 3 meses a 1 ano e multa para quem maltratasse animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos.

Fonte: Portal G1 PI
*Glayson Costa, estagiário sob supervisão de Maria Romero.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing