05/10/2020

Desembargador Ribamar Oliveira é eleito presidente do Tribunal de Justiça do Piauí

Foto: Reprodução/ Youtube -Tribunal de Justiça

O desembargador José Ribamar Oliveira foi eleito presidente do Tribunal de Justiça do Piauí para o biênio 2021-2023. A sessão que definiu o resultado aconteceu de forma virtual, na manhã desta segunda-feira (05), e foi transmitida através do Youtube.

José Ribamar Oliveira recebeu 14 votos, enquanto o segundo colocado, desembargador Ricardo Gentil Eulálio, recebeu 5 votos. Apenas o desembargador Pedro Macedo não participou da votação na manhã de hoje. 

Foto: Roberta Aline

Confira como votou cada desembargador: 

Brandão de Carvalho - Ribamar Oliveira
Raimundo Alencar - Ricardo Gentil 
Edvaldo Moura - Ricardo Gentil 
Eulália Pinheiro - Ribamar Oliveira
Ribamar Oliveira - Ribamar Oliveira 
Fernando Mendes - Ribamar Oliveira
Haroldo Rehem - Ricardo Gentil 
Raimundo Eufrásio - Ribamar Oliveira
Joaquim Santana - Ribamar Oliveira 
Paes Landim - Ricardo Gentil 
Sebastião Martins - Ribamar Oliveira
José James - Ribamar Oliveira 
Erivan Lopes - Ribamar Oliveira
José Francisco Nascimento - Ribamar Oliveira
Hilo de Almeida - Ribamar Oliveira
Ricardo Gentil - Ricardo Gentil 
Oton Lustosa - Ribamar Oliveira
Fernando Lopes - Ribamar Oliveira 
Olímpio Galvão - Ribamar Oliveira

Em sua primeira fala como presidente eleito do Tribunal de Justiça do Piauí, José Ribamar Oliveira agradeceu aos desembargadores pela votação e prometeu trabalhar para avançar o judiciário piauiense, através da implementação de metodos que possibilitem o aumento da produtividade. 

"O projeto de gestão terá como foco a celeridade e eficiência. Já estamos a pensar em alguns mecanismos que possam alavancar a desejada celeridade, com a adoção de métodos de agilização de procedimentos. A inteligência artificial, importante ferramenta já em uso o Supremo Tribunal Federal (STF) , possibilitará o uso de procedimentos uniformes, no primeiro e segundo grau", destacou. 

O presidente eleito também pregou conciliação e afirmou que vai trabalhar em conjunto com os demais membros do pleno do TJ durante sua administração. "Passada a eleição, como já tenho visto ao longo da convivência nesse tribunal, voltamos ao trabalho, lutando pelos mesmos ideais. Essa casa não pode ser dirigida apenas por seu presidente. As decisões mais importantes são tomadas pelo pleno", afirmou. 

José Ribamar Oliveira assume a presidência do Tribunal de Justiça do Piauí no dia 07 de janeiro de 2021. 

A votação 
A sessão ordinária que definiu o novo presidente do Tribunal de Justiça do Piauí foi conduzido pelo atual presidente, desembargador Sebastião Ribeiro Martins, que permanece no cargo até janeiro de 2021. 

Antes da votação ser iniciada, os dois concorrentes tiveram a oportunidade de defender suas candidaturas junto aos desembargadores presentes na sessão. 

O desembargador Ricardo Gentil fez um discurso longo, com referências à sua trajetória de mais de 30 anos no poder judiciário e afirmou que a disputa pela presidência não se trata de um projeto pessoal. "Uma causa que abracei com muito ardor, muita determinação, muito empenho, muito compromisso e até sacrifício pessoal, há 37 anos atrás. A minha entrega foi intensa a essa causa do judiciário", disse antes da votação.

Já o desembargador José Ribamar Oliveira, em um discurso mais sucinto, também falou sobre sua trajetória na magistratura piauiense ao pedir o voto dos desembargadores presentes na sessão. "Palmilhei todo o sertão piauiense. Cheguei a responder por quatro comarcas no interior do Estado. Minha história como juiz e desembargador todos conhecem", disse. 

A votação também foi marcada por uma fala de despedida proferida pelo decano da casa, desembargador Luiz Gonzaga Brandão de Carvalho, que informou que é a última vez que participa da escolha dos dirigentes do judiciário piauiense. 

Assista a votação:


Vice 
Nesta segunda-feira, os desembargadores também escolheram o próximo vice-presidente do Tribunal de Justiça do Piauí (TJPI). O desembargador Raimundo Eufrásio venceu a disputa após obter 14 votos, contra os 05 votos recebidos pelo desembargador Haroldo Rehem. 

Corregedor
O pleno do Tribunal de Justiça também escolheu na sessão desta segunda-feira o desembargador Fernando Lopes como corregedor geral de Justiça, e o desembargador Joaquim Santana, como vice corregedor geral. Os dois eram os únicos inscritos para as vagas e foram eleitos por aclamação. 

Natanael Souza
redacao@cidadeverde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing