19/08/2020

Combustível no Piauí: Estado tem a maior alta na gasolina em agosto

Nas duas primeiras semanas de agosto o combustível ficou 5,33% mais caro

(Foto: Arquivo ODIA)

O preço médio da gasolina comum no Brasil na primeira quinzena de agosto foi de R$ 4,40, o maior valor desde março, quando teve início a pandemia do novo coronavírus no país. Em março deste ano, o litro do combustível custava R$ 4,59 em média. Depois disto, foram sucessivas quedas até que os preços voltaram a subir em junho. Na comparação com o mês anterior, em que a gasolina era encontrada por R$ 4,34 na média nacional, o aumento foi de 1,27%. 

O Piauí teve, nas duas primeiras semanas de agosto, a maior alta da gasolina registrada no País. O combustível ficou 5,33% mais caro, saindo de R$ 4,42 para R$ 4,66 o preço médio do litro. No Nordeste, a gasolina mais barata é encontrada na Paraíba, custando R$ 4,26 o litro. O levantamento foi feito por uma empresa especializada em soluções de gestão de frotas. 

Entre as capitais, o preço médio nacional da gasolina é vendido a R$ 4,30. Teresina, Capital do Piauí, vendeu o litro do combustível a R$ 4,62 nas primeiras duas semanas de agosto deste ano.

O Amazonas teve a maior redução percentual: em julho, o litro valia R$ 4,17 nos postos do estado. Nas primeiras semanas deste mês, a cotação caiu para R$ 4,01.

Os preços mais caros da gasolina refletem a retomada das atividades econômicas após a crise causada pela pandemia no mundo, que diminuiu a circulação de veículos no Brasil nos primeiros três meses desde que o período de quarentena foi implementado no país.

Fonte: Portal Odia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing