28/05/2020

No Piauí, 7.659 trabalhadores com carteira assinada foram demitidos em abril

O estado é o oitavo da região Nordeste com mais demissões, segundo os dados do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Desemprego aumentou no Piauí em abril, segundo o Caged — Foto: Claudio Vieira

O Piauí registrou um saldo negativo no balanço de admissões e desligamentos referentes ao mês de abril. Segundo os dados do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta quarta-feira (27), o estado é o oitavo da região Nordeste com mais demissões.

De acordo com o levantamento, 2.312 piauienses tiveram a carteira assinada em abril. Contudo, o número de pessoas que perderam o emprego no mesmo período corresponde a mais do que o triplo de admitidos. Foram 7.659 demissões em meio ao cenário de pandemia, que segue em curso.

Em comparação ao número de demitidos e contratados, o estado ficou com o saldo negativo de 5.347. Apesar do cenário, o Piauí ocupa o sétimo lugar no saldo de empregos formais.

Em relação aos empregos preservados, o Piauí tem 71.149 trabalhadores que mantiveram suas ocupações em abril. É o 17º estado entre as unidades federativas que mais preservaram empregos durante a pandemia.

Em todo o país, o setor de serviços é o que possui maior número de trabalhadores, com mais de 3 milhões. Em seguida, está o comércio com pouco mais de 2 milhões, e a indústria com 1,8 milhão de trabalhadores ativos.

Fonte: G1 PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing