20/04/2020

Prefeitura de Luís Correia obriga uso de máscaras na cidade após casos confirmados de coronavírus

Decreto assinado nesta segunda-feira (20) passa a valer imediatamente e também proíbe aglomerações de pessoas nas praias do município.

Uso de máscara passa a ser obrigatório no Piauí — Foto: Heloise Hamada/G1

A prefeitura de Luís Correia, litoral do Piauí, determinou o uso obrigatório de máscara facial não profissional ou cirúrgica durante o descolamento de pessoas na cidade e dentro dos estabelecimentos comerciais. É uma medida para impedir o avanço de casos de coronavírus na cidade.

O decreto foi assinado pelo prefeito Francisco Araújo Galeno nesta segunda-feira (20) e passa a valer imediatamente. Duas crianças testaram positivo para o novo coronavírus no município.

Pelo decreto, o uso de máscaras também é obrigatório nos transportes públicos e privados de passageiros. O documento torna ainda mais rígido o isolamento social no município, depois de casos de Covid-19, doença provocada pelo coronavírus.

Com o decreto, fica proibido a aglomeração de pessoas em todas as praias de Luís Correia e o acesso de veículos para visitação em dunas, lagoas, áreas de lazer e qualquer atividade de turismo no litoral.

Os estabelecimentos em atividade na cidade de Luís Correia passam a ser obrigados a disponibilizar máscaras e álcool em gel aos funcionários, além de controlar a entrada de clientes para impedir aglomerações no interior das lojas.

Além de Luís Correia, os prefeitos de Teresina e Piracuruca também decretaram o uso de máscaras em espaços públicos. Na capital, é obrigatório o uso do item por trabalhadores dos serviços essenciais. Em Piracuruca, qualquer pessoa deve proteger o rosto quando sair de casa.

Isolamento social e decretos de calamidade

Para evitar a contaminação pelo vírus, o isolamento social e medidas emergenciais foram determinadas por meio de decretos do governo do estado e das prefeituras, como na capital piauiense, para que a população fique em casa e evite ao máximo ir às ruas.

Policiais fazem abordagens nas fronteiras do estado a ônibus e veículos particulares. Escolas, universidades e a maior parte do comércio, assim como serviços públicos, suspenderam as atividades. Os decretos preveem que quem descumprir as regras pode ser penalizado com multa ou até prisão.

Fonte: G1 PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing