24/04/2020

Defesa Civil de Parnaíba desobstrui áreas alagadas para melhorar o trânsito de veículos e pessoas


Além de monitoramento constante de áreas alagadas e que mais são atingidas pelas chuvas em Parnaíba, como em pontos críticos do populoso Bairro Piauí, a Defesa Civil Municipal, sob a gestão da Secretária Municipal de Serviços Urbanos e Infraestrutura, Maria das Graças Moraes Souza, atua nos três turnos para deixar, mais rapidamente, a cidade com suas áreas e vias públicas livres para o trânsito de pessoas e veículos.

Para o êxito dessas ações, a Secretária orienta e acompanha o serviço das equipes da Defesa Civil no município, a exemplo do que ocorre no “Piscinão da Colônia”, que recebe o grande volume de água das chuvas que é retirada das áreas mais alagadas, por meio de carros-pipas. Entre os órgãos municipais que trabalham em conjunto com a Defesa Civil está a EMPA (Empresa Parnaibana de Serviços), que tem Paulo Pinto como seu diretor operacional, que tem disponibilizado parte de seus servidores e prestadores de serviço para as atividades de campo.


“Recebi essa determinação da Secretária Maria das Graças e do Prefeito Mão Santa, para coordenar essa ação de desobstrução de áreas alagadas em Parnaíba. Continuamos mantendo nossas atividades regulares nos mercados municipais, como serviço de limpeza e manutenção. Contudo, agora estou ajudando a Defesa Civil até o período chuvoso se encerrar em nossa cidade. Enquanto isso, estamos em ação monitorando todos os pontos críticos de alagamento e agindo para que essas áreas sejam liberadas para circulação em menor tempo possível”, disse o Diretor da EMPA.


Diante do trabalho de desobstrução de áreas alagadas nas ruas, Paulo Pinto percebe que a população também pode colaborar com a Defesa Civil, não jogando lixo em locais inadequados ou acumulando entulho, como sacolas, produtos de plástico e pneus. Ele alerta que o lixo acumulado, atrapalha as ações e ainda pode causar prejuízos, entupindo a tubulação das bombas de drenagem que retiram água desses locais. “Não paramos um só minuto em nosso trabalho, mesmo quando ainda está chovendo, para que as áreas alagadas sejam liberadas o mais rápido possível, para a população e os carros transitarem sem nenhum problema. As áreas alagadas podem conter buracos e perigos para quem se arrisca, por isso recomendo que as pessoas esperem o serviço da Defesa Civil terminar para andarem por essas vias”, ressaltou.

PMP

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing