04/11/2019

Justiça condena oficial da PM-PI por agressão contra policial feminina em curso de formação


Imagem: Ilustrativa/Web

A Justiça Militar do Piauí condenou, em sentença provisória, a um ano e oito meses de reclusão, em regime aberto, o capitão da Polícia Militar, Thanack Hitler da Silva, pelos crimes de lesão corporal grave, violência contra inferior (art. 175, CPM) e ameaça, praticados contra a 3º sargento Francisca Mona-lisa Mendes Cavalcante.

O Conselho Especial de Justiça, presidido pela juíza Valdênia Moura Marques de Sá, por unanimidade, disse ser condenável, com base no artigo 175, CPM, a conduta do militar que, à maneira de equivocados e inaceitáveis métodos de instrução, justificou sua agressão à sargento, como um ato para testar sua resistência, sendo que o seu nome sequer consta na relação de instrutores do III COPC/2017.

A vítima disse em juízo que teme pela sua vida, pois se em um curso o réu foi capaz de fazer tudo isso, imagine se a encontrar em outro lugar sozinha.

A sargento teria sofrido empurrões, pisada e sufocamento. As lesões sofridas pela policial a afastaram de suas atividades, ficando incapacitada para ocupações habituais por 37 dias, sendo consequentemente excluída do curso de formação.

Foi verificado que o oficial já respondeu por vários outros processos na Justiça Militar por lesão corporal e maus tratos, mas que já estariam prescritos.

Concedeu-se ao réu o benefício da suspensão condicional da pena (Sursis) pelo período de 02 anos, devendo o sentenciado dizer se aceita ou não em audiência posterior.

Fonte: 180

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing