22/11/2019

Enteado é suspeito de matar o padastro a facadas no Piauí


O pedreiro Edvar Gomes da Silva, de 44 anos, levou duas facas e não resistiu aos ferimentos. O crime ocorreu às 16h da quarta (20) na residência onde ele vivia com a companheira, na rua Dourado, na Vila Irmã Dulce. O corpo ficou na entrada da porta. 

O suspeito do crime é enteado da vítima, identificado como Wesley de Sousa Couto. Ele foi visto deixando o local. A esposa de Edvar, mãe do suspeito, não estava em casa quando o crime ocorreu. 

A motivação não está esclarecida, mas a polícia possui indicativos. A companheira de Edvar revelou que no ano passado o filho teve uma discussão com o padrasto enquanto ingeriam bebidas alcoólicas. Desde então, os dois passaram a ter uma difícil convivência. Wesley teria se afastado da casa da mãe e estaria morando em Timon, no Maranhão.

"Pela hora, ele sabia que a mãe estava no trabalho dela e que a vítima estaria sozinha. É tanto que, pelas informações preliminares, a vítima foi ofendida pelas costas. Então, sem chances de defesa. Ele (suspeito) emboscou a vítima. Tudo será relatado no inquérito policial e esperamos que nos próximos dias a gente tenha o fato esclarecido, com a prisão dele", disse o delegado Francisco Costa Barêtta, do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa.



A Polícia Civil também investiga o motoqueiro que ajudou na fuga do suspeito. "A pessoa que deu fuga a ele não foi propriamente voluntário. Dizem que ele teria ameaçado essa pessoa de morte com a faca". Se deu fuga, pode entrar como participe do crime. 

Carlienne Carpaso (Com informações de Tiago Melo)
carliene@cidadeverde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing