12/09/2019

Adolescente suspeito de estuprar jovem e matar namorado da vítima é encaminhado para o CEIP

De acordo com a polícia, o jovem confessou a autoria do crime para juiz durante audiência de apresentação.

Polícia apreendeu roupas sujas de sangue com o suspeito — Foto: Divulgação/PM

O adolescente de 17 anos apreendido no domingo (8) suspeito de matar um homem, de 19 anos, e estuprar uma jovem no município de Baixa Grande do Ribeiro, Sul do Piauí, foi encaminhado para o Centro de Internação Provisória (CEIP) em Teresina nessa quarta-feira (11). O inquérito do crime já foi encerrado pela Polícia Civil e a justiça tem 45 dias para julgar o caso.


O delegado Célio Benício, da Delegacia Regional de Uruçuí, disse ao G1 que durante a audiência de apresentação no Fórum de Ribeiro Gonçalves, realizada no dia (9), o jovem confessou, na presença do juiz Anderson Brito da Mata e do promotor de Justiça Edgard Bandeira, ter cometido os crimes de homicídio, ocultação de cadáver e estupro.

Delegacia Regional de Uruçuí, Sul do Piauí. — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Além dele, mais dois jovens foram encaminhados para o CEIP em Teresina. Eles são suspeitos de realizarem arrombamentos em residências e estabelecimentos comerciais em Uruçuí e já foram apreendidos outras vezes. “Eles são responsáveis por 90% dos arrombamentos daqui da cidade e desde a primeira adolescência participam desse tipo de crime”, disse o delegado.

Entenda o caso
Segundo o relato da vítima à polícia, ela estava com o namorado em um matagal, quando os dois foram surpreendidos pelo menor, que estava portando uma arma de fogo. O casal foi rendido e o menor efetuou dois disparos contra o rapaz, um na altura do ombro e outro na cabeça.

A jovem disse ainda que mesmo após ser atingido pelos tiros, o namorado dela continuou vivo até o suspeito terminar de matar o rapaz a pedradas. Em seguida, a vítima relatou que foi estuprada pelo adolescente e ameaçada de morte após a violência sexual.

Adolescente teria incendiado moto da vítima — Foto: Divulgação/PM

Segundo a polícia, o menor teria arrastado o corpo do rapaz e tentado atear fogo nele, conseguindo queimá-lo parcialmente. O adolescente também teria feito a vítima ir com ele para um riacho e lá obrigou que ela lavasse a genitália, na intenção de eliminar material genético que pudesse servir como prova do crime.

Em seguida, de acordo com a vítima, o suspeitou a deixou em um local e seguiu na motocicleta que o casal estava. A polícia afirma que depois o adolescente foi para uma festa e, ao sair, incendiou o veículo e foi para casa.

Fonte: G1 PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing