05/06/2019

Assassino de PM foge da Major César após ser transferido por engano no Piauí

Foto: Arquivo/Cidadeverde.com

Um dos assassinos do Major Mayron Moura Soares, Wallison Jhonantan Rodrigues de Sousa, fugiu da Colônia Agrícola Penal Major César para onde havia sido transferido por engano. Após ser julgado em setembro de 2017, Wallisson estava preso na Penitenciária de São Raimundo Nonato e teve pena regredida para o semiaberto, sendo transferido para a colônia penal no último dia 26 de maio.

Condenado a 33 anos por latrocínio juntamente com seu comparsa Iranilson Pereira dos Santos, Wallison Jonatas fugiu da Major César na sexta-feira (31), cinco dias após ser transferido para o semiaberto.

A família do major assassinado teve conhecimento do fato nesta segunda-feira (03) e aponta a falha administrativa na transferência do preso. “A Penitenciária de São Raimundo Nonato, irresponsavelmente, enviou o detento para a Major César, sem observar o sistema, pois existia o crime de latrocínio contra o mesmo”, denunciou o tenente Iran Moura, irmão do major Mayron.

A família da vítima alega que Wallisson teria sido transferido para o semiaberto após análise incorreta da pena. Apenas o crime de roubo, que ele respondia antes do latrocínio contra o PM, teria sido levado em consideração.

De acordo com o tenente Iran, a família vai solicitar abertura de inquérito na Polícia Civil “Exigimos da Secretaria de Justiça afastamento imediato dos responsáveis pela transferência”.

O irmão do major Mayron Moura lamenta o ocorrido e relata o sofrimento da família. “Sentimento de impunidade e de desorganização. Sentimento de ver que a administração penitenciária falha em especial de São Raimundo Nonato e na Major César”, disse o tenente Iran. 

Antes de fugir do regime prisional, Wallisson teve redução de 10 anos na pena após apelação na 4ª Vara Criminal de Teresina.

O crime

O major esperava a filha na parada de ônibus – próximo à sua residência - quando foi abordado por dois homens em uma moto. Ele estava acompanhado do filho, que também foi alvo de um disparo, mas não chegou a acertar.

Em nota, a Secretaria Estadual de Justiça (Sejus), que gere as unidades prisionais do estado, informou ao Cidadeverde.com que está apurando o motivo da transferência do detento para o regime semiaberto junto a Diretoria de Unidade de Administração Penitenciária.

Nota da Sejus

A Secretaria de Justiça informa que, através da Diretoria de Unidade de Administração Penitenciária (DUAP), está apurando o motivo pelo qual foi realizada a transferência do detento Wallison Jhonantan Rodrigues de Sousa, acusado de latrocínio, para a Colônia Agrícola Major Cesar, unidade do regime semiaberto.

Valmir Macêdo
redacao@cidadeverde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing